De acordo com informações do Washington Post, um caso bizarro de invasão de domicílio aconteceu na última quinta-feira (15) nos Estados Unidos, mais especificamente em Tempe, Arizona. Por volta da 02h30min daquele dia, um residente de um complexo de apartamentos acordou ao escutar sua filha de dois anos chorando e foi verificar o que estava acontecendo, para então se deparar com um invasor em sua sala, segurando a criança em seu colo.

O intruso, identificado como Oren Aharon Cohen, um israelense de 34 anos, estava extremamente bêbado, e afirmou ao dono da casa (que não teve sua identidade revelada) que era "seu amigo". Após Cohen colocar a criança em um sofá, os dois homens acabaram travando uma luta que durou cerca de 10 minutos – tempo no qual a mãe da menina ligou para a emergência.

Publicidade
Publicidade

O invasor tentou fugir do local e conseguiu chegar até a área de estacionamento, mas policiais o interceptaram e tiveram que usar uma arma de choque para detê-lo, uma vez que Cohen estava resistindo às ordens dadas pelas autoridades.

O intruso embriagado, que vive legalmente nos Estados Unidos, foi detido sob três acusações: sequestro, agressão agravada e roubo em segundo grau.

"Era um anão"

Segundo o Washington Post, os policiais fizeram uma varredura no apartamento e encontraram os sapatos, o passaporte e o casaco de Cohen no quarto da menina de dois anos. Além disso, o invasor abriu a geladeira da família, bebeu suco de laranja e usou o banheiro.

Segundo o relatório da ocorrência, Cohen afirmou à policia que não se lembrava de quase nada do incidente, pois estava bebendo – muito – com uma amiga que mora no mesmo complexo de apartamentos onde o caso aconteceu.

Publicidade

No entanto, o israelense afirmou às autoridades de se recordava de estar brincando com um "anão" em um quarto escuro (dando uma descrição condizente com a aparência da garotinha), e quando lhe foi dito que, na verdade, o pequeno ser humano era uma menina de dois anos, Cohen teria começado a chorar, afirmando que nunca faria mal a uma criança.

Ainda de acordo com o Washington Post, o invasor está preso em uma cadeia no condado de Maricopa, sob uma fiança de US$ 250 mil. #Crime #EUA #Investigação Criminal