Habitantes da Guatemala, país situado na América Central, que abriga emblemáticas arquiteturas da civilização Maia, testemunharam a passagem de um meteoro, na última terça-feira (27), de acordo com informações do Instituto Nacional de Sismologia, Vulcanologia, Meteorologia e Hidrologia (INSIVUMEH).

Segundo o instituto guatemalteco, o surgimento do astro sobre aquela nação, às 22h30 (hora local), percorreu o céu a partir da região sul da Guatemala, até se desintegrar a oeste do país.

Embora ainda não tenham encontrado vestígios do material, membros do INSIVUMEH conjecturam sobre as características do corpo celeste.

Publicidade
Publicidade

Para eles, o bólido é composto por magnésio ou sódio.

Além dos astrônomos, moradores de várias partes da Guatemala e também de El Salvador, conforme o site oficial do governo peruano (peru.com), relataram a presença da impressionante luz a viajar pelo céu noturno.

No Twitter, Mario Urrutia, que reside na Cidade da Guatemala, capital do país, com cerca de 2,51 milhões de habitantes, filmou o evento e divulgou a imagem no microblog.

Ao assistir o vídeo, é possível observar que o meteoro se divide em três partes, antes de sumir da gravação. Veja abaixo.

Populares de outros países também comentaram o fenômeno.

Publicidade

“Da Guatemala, relatado o avistamento. Aparentemente um meteoro!”, escreveu no Twitter, o astrônomo amador da Nicarágua, Julio Vannini.

O vídeo do suposto bólido, publicado no Youtube pelo canal Operaciones Especiales Mexico, que já soma mais de 30 mil visualizações e centenas de comentários, obteve diversas opiniões sobre a procedência e a queda do astro.

Além da ideia de um corpo celeste, alguns usuários acreditam que o filme retrata um objeto artificial elaborado pelo homem.

“Lixo espacial que já não pode sustentar estar em órbita e entrou na atmosfera da Terra. Possivelmente cairá dentro do mar”, avaliou Otto Eli Medina.

Na opinião do internauta ElLokoRo3h, fragmentos do astro caíram no oceano Atlântico. “Não caiu em torno da Guatemala, incluindo El Salvador e Nicarágua, é desconhecido o ponto onde qualquer fragmento poderia ter caído. Possivelmente no Atlântico”, argumentou.

Abaixo, veja imagens do episódio divulgadas no Youtube.

#Mídia #Curiosidades #Internet