Embora a realidade seja percebida por meio dos cinco sentidos: tato, olfato, visão, audição e paladar, às vezes, fenômenos ocultos à percepção da maioria das pessoas se manifestam aleatoriamente, surpreendendo aqueles que os testemunham.

Um exemplo é o caso vivenciado por um inglês, que diz ter visto um suposto extraterrestre enquanto dirigia pela cidade de Yeovil (Inglaterra), no condado de Somerset, às 14h45 do dia 15 de dezembro.

De acordo com o jornal local Somerset, de quarta-feira (21), o homem que entrou em contato com a redação, sem querer se identificar, por temer ser vítima de preconceito caso as pessoas o reconheçam, fala ter notado a estranha criatura ao passar pela estrada Ilchester.

Publicidade
Publicidade

O inglês, que revela ao jornalista Josh Fordham, ter notado detalhes das características físicas do monstrengo, também ressalta o pavor sentido ao vivenciar a experiência.

Conforme o britânico, desde o dia 15 ele não dorme à noite, afetado pelas desconcertantes lembranças daquele encontro.

No depoimento, a testemunha conta que dirigia pelo local, quando avistou uma figura escura próximo à escola do município de Yeovil.

Na percepção do sujeito, a entidade (na falta de uma descrição melhor), era alta e parecia usar um grande chapéu Stetson – que tem o clássico formato de cowboy.

Ele também fala ter pensado que era um sujeito normal, porém, quando olhou mais atentamente, notou que o ‘alienígena’ media cerca de 2,1 metros (7 pés).

Além disso, o ‘alien’ apresentava outras características incomuns, como um tubo longo e fino vindo de cima dele, entre outras estranhezas que o britânico teve dificuldade em descrever com as palavras.

Publicidade

O homem, que ainda acrescenta o fato da criatura portar uma estranha caixa com faíscas saindo de dentro dela, desenhou o que viu, e o rabisco é tão esquisito quanto a história dele.

Sem pistas sobre a identidade do ‘et’, o britânico salienta ter procurado informações na #Internet. Entretanto, até o momento não encontrou respostas.

“Estou lutando para dormir por causa disso, e fui procurar on-line [para] ver o que poderia ser, mas estou perdido", comenta.

Ao que parece, ele terá de se conformar com a situação vivenciada e esquecer o que viu, pois dificilmente encontrará respostas às suas indagações.

Ou talvez, procurar um psiquiatra... #Curiosidades #Viral