Provavelmente (ainda não houve a confirmação de atentado terrorista) essa segunda-feira (19) entrará para a história, mais uma vez, como o dia em que o mundo ficou chocado com o #Terrorismo. Na Turquia, um atirador invadiu uma palestra do embaixador russo Andrei Karlov e o assassinou com tiros a queima roupa. Agora, Berlim, capital da Alemanha é assolada com mais um crime hediondo, frio e covarde.

Um caminhão invadiu um mercado de rua (lotado devido à proximidade do Natal) e atropelou várias pessoas até ser parado por forças de segurança. O atropelamento deixou um saldo de nove mortos e 50 feridos. O motorista do caminhão fugiu do local e a força policial alemã está reunida nos arredores do local para prender o criminoso.

Publicidade
Publicidade

De acordo com notícias de jornais alemães (Berliner Zeitung e Berliner Morgenpost), o caminhão desgovernado invadiu uma feira de rua, situada bem em frente a uma igreja luterana e próxima a um memorial feito aos mortos na segunda guerra mundial.

Caminhão

O caminhão que serviu de arma para o motorista atropelar dezenas de pessoas pertence a uma empresa polonesa e sua documentação foi registrada na cidade polonesa de Gdansk. O dono do caminhão, identificado pela polícia apenas pelo nome de Ariel Z, disse que o caminhão estava emprestado ao seu primo, que estava apenas de passagem por Berlim, a intenção era de passar apenas uma noite na capital da Alemanha.

O proprietário do caminhão acredita que seu primo jamais iria cometer um atropelamento de tamanha magnitude, porque há mais de uma década, trabalha dirigindo caminhões.

Publicidade

Redes sociais

Diversas testemunhas que estavam no local no momento do atropelamento estão se manifestando pelas redes sociais e descrevendo como foi o momento do atropelamento. De acordo com essas pessoas, o caminhão, em momento nenhum reduziu a velocidade, ao contrário, acelerou mais, logo após atropelar 10 pessoas.

Nesse momento, pessoas do mundo inteiro, principalmente telejornais, estão comparando o atropelamento ocorrido nessa segunda-feira (19) com o atentado ocorrido em Nice, na França, no dia em que os franceses comemoravam o Dia da Bastilha próximo a uma praia. Na oportunidade, o atropelamento foi reivindicado pelo Estado Islâmico. O episódio, acabou resultando na #Morte de 86 pessoas.

As autoridades estão agindo com cautela, apesar dos fortes indícios, ainda não há a confirmação de que o atropelamento se trata de um atentado terrorista. #Acidente