Nesta segunda-feira, 26, o jornal carioca "O Globo" divulgou a história de um cãozinho que comoveu o mundo. A situação aconteceu em uma linha férrea na cidade de Uzhgorod, na Ucrânia.

Uma cadelinha, de nome Lucy, acabou sofrendo um ferimento, não se sabe bem como, e depois ficou dias em um local perigoso: a linha de um trem. Lucy estava fadada à morte. A região é muito fria e ela ficou com fome e sede durante dois dias.

No vídeo, que pode ser visto ao final da reportagem, dá para ver que a região neva e que o tráfego de trens é intenso. Mas, Lucy tinha um amor em sua vida. Outro cãozinho - chamado pela imprensa de namorado da cadela - decidiu cuidar, ele mesmo, da saúde e da integridade física da vítima.

Publicidade
Publicidade

O bom samaritano tem o nome de Panda. Graças a ele, Lucy conseguiu sobreviver. Panda passou muitas horas junto ao corpo de sua "amada". Quando alguém aparecia, com medo do que poderiam fazer à cadela, ele latia. Quando o trem passava pelo local - o mais incrível acontecia - Panda abaixava o corpo da amiga com a cabeça, colocando ele mesmo em risco.

A situação é apenas uma das muitas provas de que os cachorros entendem muito bem o que está à sua volta. Lucy é realmente uma cachorra de sorte. Além de ter Panda em sua vida, ela foi resgatada por veterinários da região.

No momento do resgate, o cachorro, que passou ali tantas horas juntos da "amada", fez questão de acompanhar Lucy. O casal foi encontrado por Denis Malafeev, que trabalha resgatando #Animais das ruas. Ele disse que a história do casal de "cães vadios" é linda e tocante.

Publicidade

O salvador humano da cadela lembrou que muitos humanos não fariam isso pelos entes queridos e chamou a atenção para o fato da lealdade e amor entre o casal de cachorros. A cadela, após o tratamento, ficou bem.

Os cães viviam juntos em uma casa de família, mas acabaram se perdendo em uma aventura. Eles foram recebidos pelos donos de volta.

Veja abaixo o vídeo que mostra o cãozinho defendendo a sua "namorada".

Na sua opinião, os dois animais realmente se amavam, ou a atitude do bichinho não passou de instinto de proteção?

Não esqueça de deixar o seu comentário. Ele é sempre muito importante para todos nós.

#Viral