Os oceanos ainda são considerados um mistério para o homem. Embora estejam situados na Terra, é sabido que a ciência conhece mais sobre o universo do que sobre os animais que habitam às profundezas do nosso planeta.

Agora, um misterioso som, detectado na Fossa das Marianas – a região mais profunda dos oceanos -, com mais de 11 mil metros de profundidade, por pesquisadores da Universidade do Estado do Oregon, intriga cientistas.

De acordo com informações da emissora estadunidense Fox News Detroit, membros do Centro de Ciência Marinha de Hatfield, monitoravam a comunicação de baleias de águas profundas, no Pacífico, na região da Fossa das Marianas, quando captaram o som nunca antes ouvido.

Publicidade
Publicidade

Embora a origem do ruído seja desconhecida para os pesquisadores, especialistas conjecturam a possibilidade de ser uma ‘conversa’ de baleias nunca antes escutada.

Para Sharon Nieukirk, assistente de pesquisa na Universidade do Estado do Oregon, o som de baixa frequência observado no fundo do oceano é típico das baleias. “E é esse tipo de som que o torna realmente único”, comenta.

Segundo os envolvidos no achado, o emblemático fenômeno, registrado por meio de instrumentos que varrem o oceano de forma autônoma, foi detectado apenas a mil metros de profundidade.

Apesar da hipótese de baleias gigantes, chamadas pelos pesquisadores de ‘baleias de barbatanas’, serem as responsáveis pelo barulho, cientistas não confirmam a teoria.

Na percepção dos envolvidos no projeto, o bizarro padrão sonoro não se encaixa com os sons emanados por esses mamíferos aquáticos.

Publicidade

Ao publicar o evento na #Internet, a equipe espera que outros estudiosos ajudem a identificá-lo.

Para ouvir o ruído, copie e cole o link no navegador: (http://bioacoustics.oregonstate.edu/sites/labs7/files/project-media/BioTwangExample_0.mp3).

Tudo indica que animais desconhecidos ou até mesmo novas espécies possam existir há séculos, sem que o homem as tenham identificados.

Apesar dos avanços científicos e tecnológicos, a natureza continua a ser um enigma a ser decifrado. #Mídia #Curiosidades