O jornal “El Confidencial” teve acesso a vários documentos e contratos publicitários de Cristiano Ronaldo, mostrando que ele usou uma esquema pagar poder pagar menos impostos sobre os valores milionários que ganha anualmente. Tal como informa o site “Dinheiro Vivo”, contratos com a Nike, KFC, Konami e Toyota passam todos por uma empresa irlandesa chamada “MIM”, tendo começado sua parceria em 2012. O objetivo é aproveitar o imposto de rendimento coletivo que se verifica na Irlanda, por volta dos 12,5%, que atualmente é o mais baixo de toda a #Europa.

Os casos de possíveis fugas ao fisco ou esquemas, normalmente em paraísos fiscais, tem abalado muitos astros do futebol espanhol, incluindo Neymar, que recentemente viu sua prisão ser solicitada por um promotor espanhol, e Messi que no início de verão teve que se apresentar na justiça espanhola para explicar toda sua situação fiscal.

Publicidade
Publicidade

Contudo, apesar desse esquema também envolver esquemas para pagar menos impostos, a verdade é que nada indica que Cristiano Ronaldo cumpriu irregularidades ou ilegalidades em toda a sua estratégia para pagar menos percentagem da sua receita com os contratos publicitários. Como garante o site “Dinheiro Vivo”, o único possível problema que Cristiano Ronaldo pode ter é que seja solicitado que ele possa pagar também ao Estado espanhol uma percentagem desses contratos, visto que Ronaldo está atualmente vivendo em território espanhol e, em momento algum, viveu ou teve uma residência na Irlanda.

Apesar disso, muitos seguidores de Ronaldo, um pouco por todo o mundo, ficaram em choque com o esquema agora revelado do seu ídolo para não pagar tanto ao fisco espanhol, garantindo que ele não está cumprindo com seus deveres cívicos no país onde já vive há mais de seis anos, dando um mau exemplo para todos os jovens que acompanham diariamente o craque português.

Publicidade

Com toda a polêmica, a agência que representa Ronaldo, a Gestifute, já garantiu publicamente que o português, em momento algum, cometeu crimes financeiros para pagar menos, estando muito ciente dos seus compromissos fiscais. #Finança #Imposto de Renda