Donald Trump, que em janeiro irá assumir à Casa Branca como o novo presidente dos #EUA, voltou à criticar a ONU. Nesta quarta-feira, 28, o magnata disse a jornalistas que "a ONU desperdiça seu potencial e é incapaz de resolver problemas globais". "Quando foi que viram as Nações Unidas resolver algum problema? Eles não fazem isto. Apenas causam problemas", completou Trump.

A ONU, que foi criada no final da Segunda Guerra Mundial, em 1945, tem como objetivo garantir a paz entre os países do mundo todo, a organização procura amenizar as desigualdades sociais no planeta. "Se aproveitasse seu potencial, seria algo grandioso, mas não faz, é uma perda de tempo e de dinheiro", disse Trump.

Publicidade
Publicidade

"Não passam de um clube para pessoas se juntarem, falarem e passarem um bocado, tão triste!", escreveu no Twitter.

Trump ainda deixou claro em sua conta no Twitter que "20 de Janeiro está próximo", e as coisas vão ser diferentes por lá.

Todas essas alfinetadas na ONU surgem logo no momento em que Antônio Guterres, o novo secretário das Nações Unidas, que assumirá o cargo no dia 01 de janeiro, revela que tem a intenção de conversar com o presidente eleito nos EUA, como já fez com Putin, da Rússia.

Em entrevista a SIC, Guterres disse que pretende se reunir com Trump "logo que seja possível" e que vai "estabelecer um diálogo construtivo com a nova administração" norte-americana.

Publicidade

Conheça alguns programas criados pela ONU

Redução da mortalidade infantil

Nos últimos, 20, anos, o programa já conseguiu cortar pela metade a probabilidade de uma criança morrer antes dos 5 anos de idade; de 12 milhões de mortes a taxa caiu para 6 milhões. O que significa que aproximadamente 17.000 crianças são salvas todos os dias.

O combate a fome em países como Nigéria, Etiópia, Camboja e Somália

Desde o seu surgimento, em 1961, o programa já salvou a vida de milhões de pessoas que poderiam ter morrido de fome sem a sua intervenção.

Organização Mundial da Saúde

Fundada dia 7 de abril de 1948, já ajudou a erradicar doenças como a varíola e patrocina programas para prevenir e tratar a tuberculose e a malária.

Denúncias

Mas nem tudo são rosas e, em meados de 2014, um funcionário da ONU foi suspenso ao divulgar um relatório onde denunciava o abuso sexual de crianças por parte de tropas francesas na República Centro-Africana. #Política #Donald Trump