Algumas histórias são realmente de arrepiar, como a desta mulher que ficou presa na neve e teve que tomar uma atitude radical para não morrer ali. Karen Klein tem 46 anos, mora na Pensilvânia, nos Estados Unidos, e viveu uma situação que ela jamais imaginou que um dia teria que enfrentar. Seu carro ficou preso em uma estrada, ela estava viajando com o marido Eric Klein e seu filho Isaac de apenas 10 anos e estavam próximos à fronteira dos estados de Utah com Arizona.

A família planejou a viagem, cujo objetivo era passar uma semana em Las Vegas, onde pretendiam divertir muito. Tudo foi combinado com bastante antecedência e, no dia marcado, os três pegaram a estrada e foram rumo ao destino traçado por eles, sem saber que a vida lhes pregaria uma peça.

Publicidade
Publicidade

Após andarem alguns quilômetros, viram que a estrada tinha sido bloqueada, justamente por causa de uma forte nevasca. Assustados com o risco que estavam correndo, pois sabiam que a qualquer momento poderiam ser atingidos pelo mau tempo, trataram de voltar rapidamente, só que o veículo acabou ficando preso em uma vala.

A mulher deixou o marido e o filho dentro do carro e saiu para procurar ajuda, mas logo a neve chegou e ela ficou sem ter para onde ir. Com fome e muita sede, ela chegou a pensar em ingerir neve, para se hidratar, mas logo descartou essa ideia, pois isso só iria acelerar o processo de hipotermia e ela morreria congelada. Só que ficar ali, com fome, no meio de toda aquela neve, também não ajudaria em nada. A única solução encontrada por ela foi beber a própria urina e ficar comendo galhos de algumas árvores que estavam próximas.

Publicidade

A irmã gêmea da mulher deu uma emocionante entrevista para um canal de TV americano, dizendo que ela foi corajosa e não desistiu de lutar pela vida, pois se não tivesse feito isto, iria morrer.

O marido, que ficou no carro com o filho, quando percebeu que a esposa estava demorando a voltar, logo começou a imaginar que algo de ruim teria acontecido a ela. Ele pegou o filho, saiu do carro e os dois foram para uma parte mais alta da estrada, tentando conseguir sinal para o celular e assim, pediriam socorro e conseguiram.

Logo os dois foram resgatados e encaminhados para um hospital mais próximo. Karen só foi encontrada cerca de 30 horas depois e levada imediatamente para o Centro Médico Regional de Dixie. Ela teve que passar por uma série de tratamentos, mas conseguiu sobreviver. #Tragédia #Estados Unidos #História