De acordo com o site Daily Mail, do Reino Unido, no início de dezembro, a americana Bethany Howell, residente de Maumelle, Arkansas, estava deitada à noite em um sofá juntamente com sua filha de seis anos de idade, Ashlynd, quando acabou pegando no sono enquanto assistia a um filme momentos antes de colocar a garotinha para dormir.

Bethany disse ao Daily Mail que deixou seu #iPhone na mesa de café que fica na sala, ao lado do sofá, e como estava esgotada, deve ter assistido somente a uns dois minutos de TV antes de adormecer.

No dia seguinte ao acontecido, a mãe de Ashlynd levou um susto ao usar o celular e constatar que haviam sido gastos US$ 250 (o equivalente a um pouco mais de R$ 800) em 13 itens da franquia Pokémon, comprados através do aplicativo da Amazon.

Publicidade
Publicidade

O primeiro pensamento, tanto de Bethany quanto de seu marido Allan, foi que algum hacker tivesse ganhado acesso à sua conta e efetuado as compras, mas ela logo percebeu algo estranho: todos os produtos estavam sendo destinados à sua própria casa.

Foi então que surgiu a suspeita de que a inteligente Ashlynd poderia estar por trás do incidente. Bethany já havia permitido que a filha usasse seu iPhone para ter acesso a serviços de streaming como YouTube e Netflix, e perguntou à menina se ela por acaso tinha usado o celular para ver Pokémons, ao que Ashlynd respondeu: "Sim mamãe, eu estava fazendo compras".

A técnica da menina "hacker"

Para ter acesso à Amazon, a pequena Ashlynd usou um truque muito simples: colocou o polegar de sua mãe na tela do celular enquanto ela estava dormindo, o que destravou o aparelho e lhe deu acesso ao aplicativo da loja de comércio eletrônico.

Publicidade

Outro fator facilitou ainda mais a situação para a menina: a função de autopreenchimento de dados, disponível para os assinantes do Amazon Prime – serviço do qual Bethany é assinante. Assim, todas as informações do seu cartão de crédito já estavam salvas no aplicativo, bem como os detalhes do endereço de entrega. Tudo o que a garota precisou fazer foi clicar nos itens pelos quais se interessou, para que eles fossem comprados.

Ainda de acordo com o Daily Mail, Bethany declarou que não fazia ideia de que sua filha sabia o que era a Amazon, e afirmou que dos 13 produtos solicitados, somente quatro puderam ser devolvidos. Assim, Ashlynd pode ficar com nove brinquedos, e sua mãe lhe disse que ela só não recebeu todos os presentes que havia comprado porque o Papai Noel havia descoberto o que ela tinha feito para conseguir os Pokémons. #Curiosidades #EUA