Gustavo Vargas, gerente-geral da Lamia, empresa dona do #avião que caiu na Colômbia com a delegação da Chapecoense, onde 71 pessoas morreram, foi preso na Bolívia nesta última terça-feira (06). Junto com ele, outros dois funcionários da Lamia também foram detidos. Iván Quintanilla, um dos membros da comissão que está investigando a companhia aérea, tinha dito no início do dia que a ordem de prisão de algumas pessoas envolvidas no caso já tinha sido emitida, mas ninguém esperava que o gerente da Lamia seria preso de forma tão rápida assim.

Como as prisões estão sendo feitas para fins investigativos, a comissão que investiga o caso resolveu prender também a secretária da Lamia e o mecânico que trabalha na companhia área, assim ficará mais fácil descobrir todos os indícios relacionados ao caso.

Publicidade
Publicidade

Agora o Ministério Público irá aplicar o Código Pena, ou do contrário, as prisões serão cessadas e os três poderão sair da cadeira.

A DGAC - Direção Geral de Aeronáutica Civil, esteve nos escritórios da Lamia e fez a retirada de vários documentos, pois a empresa está sob intervenção das autoridades locais, sendo investigada por ter tido grande responsabilidade na tragédia que tirou a vida de dezenas de pessoas, colocando em estado de choque não só os familiares e amigos das vítimas, mas o mundo inteiro.

Importante ressaltar que o próprio gerente-geral da Lamia chegou a afirmar que a aeronave precisaria ter sido reabastecida em Cobija, cidade localizada na Bolívia, que fica bem no extremo norte daquele país e só depois é que poderia continuar a viagem até o destino final na Colômbia.

As investigações realizadas pelas autoridades bolivianas já detectaram uma série de irregularidades na companhia aérea, segundo informou Milton Claros, ministro de Obras Públicas e Serviços do país.

Publicidade

A primeira medida tomada foi destituir importantes funcionários aeronáuticos, mas isso é só o começo. Os investigadores trabalham com a principal hipótese de que foi mesmo por falta de combustível que o avião caiu com a delegação da #Chapecoense. #Tragédia