Um homem andava desconfiado de que a mulher o estava traindo. Por isso, resolveu espiar o celular dela, procurando por uma troca de mensagens com algum amante, mas o que acabou descobrindo foi bem mais grave do que qualquer traição. O Tribunal de Cardiff, na Inglaterra, está julgando o caso em que essa mulher teria combinado com um pedófilo os serviços sexuais com a sua filha, de apenas sete anos. E foi isso que o homem descobriu no celular da companheira: uma troca de mensagens doentia, com um pedófilo, em que o negócio era a própria filha.

Foi esse homem que desvendou todo o caso. Desconfiado com algum mistério da mulher, ele foi tentar perceber o que estaria acontecendo de errado.

Publicidade
Publicidade

Pegou o celular dela e começou procurando por pistas. Quando a confrontou, ela o mandou sair de casa, mas que devolvesse o celular para ela. Ele disse que não ia fazer isso, tentando conversar com ela. A briga se agravou e ele teve mesmo que dar um empurrão nela, antes de sair de casa, mas com o celular. Quando chegou em casa, encontrou a troca de mensagens com um pedófilo, Stuart Bailey, de 54 anos.

As mensagens seriam claras, com os dois combinando encontros sexuais com a criança. Bailey ficava perguntando o que a menina estava vestindo, se estava com o uniforme do colégio, pedia para ela maquiar a menina, entre algumas mensagens mais perturbadoras em que abordavam mesmo o tema sexo. Quando viu essas mensagens, o homem nem teria conseguido ler todas, por ficar tão enojado, e levou o celular da companheira na polícia.

O caso está agora sendo julgado, envolvendo os temas de pedofilia e abuso sexual de menores.

Publicidade

A #mãe da vítima e o companheiro não têm os seus nomes ainda revelados, com suas identidades ficando, para já protegidas legalmente. No Tribunal, já foram lidas algumas das mensagens mais explícitas e perturbadoras. "Vamos abusar dela" e "Eu posso 'E' ela", sendo que o 'E' foi o jeito dissimulado que o homem usou para a palavra 'Estuprar'.

Com o julgamento ainda no início, os dois suspeitos, o pedófilo e a mãe da menina, estão negando todas as acusações, mas a investigação vai prosseguir, com as provas apontando todas contra os dois. Se desconhece ainda onde se encontra a menina de sete anos, durante todo esse processo. #Pedofilia #pais