Um caso de tentativa de assassinato terminou mal em um país do continente africano. Felizmente, não para a vítima e sim para o autor do #Crime. O fato que teve um final surpreendente começou quando um homem encomendou a morte de sua esposa, porém os planos do marido acabaram frustrados.

A mulher identificada como Noela Rukundo teve a sua morte premeditada pelo próprio esposo. Balenga kalala, o marido, arquitetou o plano para matar a mulher quando ela fosse visitar ao país onde nasceu, Burundi.

Chamado de República do Burundi, o pequeno país fica localizado próximo da Tanzânia, sendo considerado um dos países mais pobres do continente africano.

Publicidade
Publicidade

Balenga Kalala contratou uma gangue para poder realizar o serviço, mas por algum motivo eles resolveram mudar de ideia e não mataram a mulher.

Segundo informações da BBC, Noela teria feito a viagem para poder participar do velório e enterro de sua madrasta. Quando saiu da cerimônia a mulher foi levada pela gangue que estava armada. Enquanto estava no cativeiro, o grupo começou a perguntar a mulher o que ela teria feito para merecer algo tão terrível para que ‘aquele homem’ quisesse vê-la morta. A mulher então disse que não estava compreendendo o que acontecia e quis saber quem seria o tal homem.

Foi nesse momento que a gangue decidiu dizer a verdade e contou para Noela que seu marido tinha encomendado sua morte. O grupo decidiu não seguir adiante com o plano e liberou a mulher. A gangue a deixou na beira de uma estrada e ainda deram o cartão de memória que continha todas as conversas com o marido que comprovava as negociações sobre a encomenda do crime.

Publicidade

Surpresa no velório

O homem acreditava que o plano arquitetado para matar a esposa tinham sido realizados conforme o combinado com o grupo. Então ele fez um comunicado na localidade onde o casal morava informando sobre o falecimento da esposa. Kalala disse que a mulher havia morrido em um acidente e chegou até a organizar o velório de Noela.

Durante o funeral, para o grande espanto de todos, a mulher chegou e disse “surpresa! Estou viva!”. Na sequência, Noela Rukundo entrou em contato com a polícia. Os policiais prenderam o marido e ele foi condenado a cumprir nove anos de cadeia. #assassinato