Na manhã desta sexta-feira (23), um avião supostamente sequestrado na Líbia, teria sido forçado a aterrissar na ilha de Malta. A aeronave realizaria o trajeto entre duas cidades libanesas quando foi controlada por homens armados. Tanto o primeiro-ministro de Malta, quanto as autoridades libanesas confirmaram que se tratou de um sequestro. Ainda na manhã de hoje, imagens da imprensa local mostravam que os criminosos estavam liberando paulatinamente os passageiros. Primeiro eles teriam autorizado somente que mulheres e crianças descessem e só depois que os outros presentes fossem liberados. O piloto da aeronave conseguiu autorização para pousar no Aeroporto Internacional de Malta, depois que dois suspeitos teriam forçado a parada.

Publicidade
Publicidade

Testemunhas disseram que os dois carregavam nas mãos granadas e ameaçavam explodir o Airbus A320 caso as suas ordens não fossem acatadas. A aeronave pertence a uma empresa estatal e realizaria um vôo local. Ao todo 111 passageiros estavam dentro da aeronave, sendo trinta mulheres e duas crianças, além da tripulação que contava com mais sete pessoas.

Uma operação foi realizada pela força militar de Malta para fazer a segurança do aeroporto. Como relatado pelo Primeiro Ministro primeiramente somente vinte e cinco passageiros foram liberados, contudo, felizmente, as outras pessoas foram aos poucos descendo. Não se sabe ainda o motivo real do sequestro, mas ao que tudo indica os homens se diziam pró-Gaddafi, estadista que morreu em 2011 e que ainda possui grupos radicais que seguem suas idéias ainda hoje.

Publicidade

Não foram confirmadas as exigências que estavam sendo feitas pelos criminosos. Eles acabaram entregando as armas que possuíam, se rendendo, e foram detidos. A polícia investigará o caso que será melhor elucidado depois que os passageiros e os próprios criminosos forem ouvidos. A ilha de Malta fica a cerca de quinhentos quilômetros da costa libanesa, onde originalmente a aeronave deveria aterrissar. Diante da ameaça de terrorismo recente vivida na Alemanha, as autoridades maltesas decidiram desviar diversos vôos previstos para pousar no Aeroporto Internacional, que acabaram descendo na Itália. A ação inesperada assustou e movimentou a pacata ilha de Malta que encanta pela beleza e recebe milhares de turistas todos os anos.

#Crime #Investigação Criminal