A luta entre Andrew Whitney e Farhad Sharipov acabou mal. Eles disputavam uma batalha no chamado Titan Fight Championship 42. No entanto, mais do que os socos dados no octógono, o que chamou a atenção mesmo foi uma agressão efetuada a uma linda ring girl. Whitney, que perdeu a luta por pontos, não ficou conformado com a decisão dada pelo júri da competição. Muito revoltado e com irritação, ele descontou em quem estava mais perto, uma moça. A modelo contratada para mostrar plaquinhas e levar feminilidade a um esporte marcado pela agressividade, acabou levando um soco com o braço direito do lutador, justamente o que seria o mais forte dele.

A organização diz que o que ocorreu foi um acidente de trabalho.

Publicidade
Publicidade

O golpe, que aparentemente foi muito forte, não é julgado como intencional. Isso porque o atleta não sabia que uma ring girl estava bem atrás dele. Jeff Aronson, que preside a organização desse tipo de luta, garante que a bela mulher já está preparada para outra. Por sorte, ela sequer teria ficado ferida por conta do acidente. Os médicos, que estavam no local para atender atletas, fizeram o socorro da vítima. O lutador, revoltado, traumatizado com a própria força, também ajudou a tentar socorrer a moça, que, certamente, não deve esquecer esse dia bem estranho tão cedo. Ela disse a Jeff Aronson que estava bem, mais surpresa do que machucada.

A modelo ainda nem teria ficado traumatizada com o que houve. Ela já estaria disposta, inclusive, a participar de outros eventos voltados ao esporte, que tem sempre algum risco de machucar os atletas.

Publicidade

Veja abaixo o #Vídeo que mostra o momento em que o lutador dá um baita murro na ring girl. Ela não estava preparada para a pancada, mas, felizmente, não ficou machucada, mesmo levando um soco de um lutador tão forte. Na sua opinião, o gesto do lutador poderia ter sido evitado? Ele merece algum tipo de punição, ao colocar a vida de uma moça tão bonita em risco? Deixe o seu comentário ao final desta reportagem. Sua opinião é muito importante para todos nós.