Uma mulher de 26 anos foi detida pela polícia, respondendo a acusações de negligência infantil. #mãe de gêmeos, essa mulher deixou a bebê de três meses sozinha em casa e saiu toda a noite, em Joanesburgo, na África do Sul. Por alguma felicidade, ela levou com ela o outro gêmeo, um menino. Quando regressou na manhã seguinte, ela revelou o caso macabro. Sua bebê tinha sido comida viva por ratos gigantes.

Vizinhos pedem prisão perpétua

A mulher vive apenas com os dois filhos, nessa casa arrendada, desde o início do ano. Os vizinhos contam que, em várias noites, já aconteceu dos #Bebês ficarem chorando, enquanto ela sai para a noite, regressando bêbada em casa.

Publicidade
Publicidade

Os vizinhos ficaram horrorizados, quando viram a bebê comida pelos #ratos gigantes. Deitada na cama, a menina estaria em um estado indescritível e revoltante.

Um dos vizinhos falou em cena de horror, quando tentou descrever o que ele acredita ter sido uma morte lenta e dolorosa, para essa bebêzinha, que estava sozinha, na sua cama. "A língua, os olhos e os dedos da criança tinham sido comidos", contou esse vizinho, falando que espera que essa mulher "apodreça na cadeia". Para esse vizinho, "ela não merece ser mãe".

Os ânimos se exaltaram, com esses vizinhos pedindo, desde logo, uma pena bem pesada para uma mulher que abandonou uma bebê tão pequena, para ir beber, mesmo sabendo que aquele local costuma ter ratos gigantes, como esses que mataram a menina.

Menino, sobrevivente, foi entregue ao pai

A mãe das crianças já costumava repetir isso de sair para beber, regressando a casa várias horas depois e quase sempre embriagada.

Publicidade

Nessa noite, ela repetiu essa ação, mas levou o menino, que se chama Lucky. E realmente, a criança deu mesmo sorte, porque regressou vivo a casa, e agora está já sob os cuidados do pai. Eles notaram que o menino chegou esfomeado com aspecto de quem "não comia há vários dias", mas garantem que ele está bem melhor agora.

O capitão da polícia de Katlehong, Mega Ndobe, confirmou que essa mãe estava bêbeda, quando foi levada pela polícia. A mãe foi presa e está sendo acusada de negligência infantil e o caso será ouvido no Tribunal no próximo ano.