Esther Roseman nem queria acreditar no que estava vendo, quando foi espreitar sua bebê. Essa mãe tinha deixado sua filha, de sete semanas, dormindo no #Berço e saiu do quarto para dar o café da manhã para a outra filha e tomar uma ducha. Quando regressou, a bebê estava com a cabeça sobre uma das beiras do berço, mas tombando para baixo. A bebê já não reagia e estava azul, deixando essa mãe gritando "a minha bebê está morta".

Desde que a pequena Grace tinha nascido, Esther sentia que a filha mais velhinha estava se sentindo negligenciada. Apesar de todas as visitas levarem também um presente para ela, a menina achava que estava perdendo muita da sua atenção para a bebezinha.

Publicidade
Publicidade

Talvez por isso, nessa manhã, Esther deu de mamar para a bebê, colocou a menina no berço e foi tomar um café da manhã, com mais calma, junto com a outra filha. No final, foi tomar uma ducha, junto com a menina, nesse espaço de tempo, a bebê teria se mexido e os perigos desse berço fizeram o resto.

Quando Esther regressou no quarto, acreditando que Grace estaria dormindo, ela ficou chocada. Nunca ela tinha imaginado que esse berço, que lhe custou 150 libras (188 dólares), poderia ser tão perigoso para uma bebê.

Esses berços da marca Bednest tiveram excelente propaganda e comercialização. Dá para baixar um dos lados e ele fica colado na cama dos pais. Particularmente, quando os #Bebês são ainda pequenos e precisam mamar várias vezes durante a noite, isso dá jeito. O problema é a sua falta de segurança.

Publicidade

A menina teria ficado presa na beira do berço e o pescoço, por ser ainda tão frágil, acabou ficando pendurado sobre o lado abaixado do berço. A autópsia da menina referiu isso mesmo, que ela morreu asfixiada.

Veja o berço da marca Bednest

Os pais ainda levaram a menina no hospital, mas eles já sabiam que já não haveria nada a fazer por ela. No hospital, os médicos ainda tentaram reanimar a bebê, mas a sua morte foi mesmo declarada pouco depois.

A legista sênior de West Sussex, na Inglaterra, Penelope Schofield, contatou a marca Bednest, pouco depois da morte da menina, pedindo que eles alterassem esse modelo de berço, que se revelou inseguro, por causa das beiras se moverem, e foi responsável pela morte de Grace.

A marca já está recolhendo os berços para fazer algumas modificações afim de evitar novas tragédias como essa. #Tragédia