Uma mulher foi flagrada batendo na própria filha, uma menina de dez anos. O vídeo é perturbador e está valendo muitas críticas contra essa #mãe. A mulher estaria buscando a filha na escola, e, depois de a menina entrar no carro, a mãe começou batendo e gritando com a criança. Alegadamente, a mãe não teria concordado que a menina tivesse falado com o #Pai e partiu para a violência física, um incidente que os serviços sociais de proteção de menores já estão investigando.

Mãe bateu na criança por causa do pai

De acordo com a imprensa americana, a mulher está sendo identificada como Angela Armendariz, de 36 anos, enquanto que a menina teria nove anos.

Publicidade
Publicidade

O caso aconteceu em Pecos, uma cidade no estado do Texas, nos Estados Unidos da América, e envolve uma briga durante um processo de divórcio. Angela está se divorciando do pai da menina, Jesus Armendariz, e achou ruim que a filha falasse com o pai.

Alegadamente, Jesus tinha ido na escola ver a menina, que durante o processo de divórcio ficou entregue para a mãe. A criança falou com o pai, uma informação que a mãe teria recebido assim que a foi pegar na escola. A criança estava no carro, sentada no banco da frente, e a mãe agarrou seus cabelos, deu tapas sobre a cabeça e gritou muito, deixando a menina em pânico.

Do exterior do carro, algumas pessoas perceberam o incidente e pediram para ela parar. "Para Angie, por favor", disse uma pessoa, enquanto que outra foi tirar a criança do carro, terminando com a agressão descontrolada dessa mãe.

Publicidade

Pai chocado com imagens da agressão

O pai da menina até teria sido aconselhado pelo advogado para não ver essas imagens. Porém, depois do vídeo se tornar viral, ele não resistiu e ficou chocado com o que viu. Jesus acredita que a ex-mulher não tem condições psicológicas para tomar conta da menina e pretende ficar ele tomando conta da criança. Esse pai nem quer imaginar o que essa mulher pode fazer com a criança quando ficar a sós com ela novamente. Ele teme que, se ela fez isso na frente de todo o mundo, o que poderia fazer mais quando ninguém estiver vendo.

Os serviços de proteção de menores já estão investigando esse caso e poderão mesmo retirar a criança dessa mãe abusiva.

Assista o vídeo:

#Filhos