Em outra reportagem escrita durante esta semana, falando do ótimo exemplo de um homem que ao notar o vidro de um carro aberto e alguns objetos do à mostra que poderiam ser perfeitamente furtados, não só guardou os pertences como também deixou um bilhete explicando a situação, ocorrido na cidade de Sorocaba, um outro #motorista de Brasília deu um exemplo totalmente oposto. O que ele não esperava era a reação de outras pessoas, que deram uma lição no motorista mal educado.

O caso aconteceu em uma unidade do Supermercado Wall Mart, nos #Estados Unidos, onde um motorista, talvez sem muita noção de espaço ou conhecimento para que servem aquelas faixas amarelas no estacionamento, simplesmente deixou seu veículo ocupando duas vagas.

Publicidade
Publicidade

Revoltadas, algumas pessoas que viram a cena resolveram praticar uma pequena vingança, cercando o veículo do motorista “espaçoso” com vários carrinhos de compra.

A cena foi fotografada e compartilhada por Matthew Mills. Garantindo não ser o autor da “pequena vingança”, ela disse que presenciou a cena quando estava indo fazer algumas compras acompanhado de seu pai. Ele disse ainda que procurou funcionários do estabelecimento para saber de quem era o veículo. A informação que teve era que o carro era de uma pessoa que trabalhava no estabelecimento e que havia deixado o carro daquela forma por conta do gelo. Porém, a desculpa não convenceu, uma vez que no dia fazia 7 graus e não havia nevado na cidade.

Por aqui, o fato foi muito comentado nas redes sociais, com as pessoas lembrando que no Brasil também existem motoristas que praticam esse tipo de atitude, isso quando não estacionam indevidamente nas vagas reservadas para idosos ou pessoas portadoras de necessidades especiais.

Publicidade

“Se a moda pega” era um dos comentários mais comuns.

A multa para quem estaciona na vaga de deficiente físico é de R$ 127,69, além do motorista infrator receber 5 pontos na carteira de habilitação. A medida vale para todo o país e está prevista no Estatuto da Pessoa com Deficiência, uma lei federal aprovada em 2015. #Cidadania