A história do pequeno Bradley Lowery comoveu o mundo. O menino de cinco anos sofre com um câncer, um neuroblastoma, desde 2013, e é nesse momento considerado um doente terminal da doença, com poucas chances de sobrevivência. Os pais não desistem de Bradley, e o pequeno continua lutando e comovendo as pessoas, que o vão ajudando a realizar os seus sonhos. Porém, nem todas as pessoas lhe querem bem e uma mulher foi presa, depois de ter feito um comentário horrível sobre a criança, no Facebook.

Bradley é torcedor do time inglês Sunderland e cumpriu recentemente o sonho de entrar no palco do jogo. O menino entrou lado a lado com seus ídolos, os jogadores, e ainda marcou um pênalti contra o goleiro do Chelsea, Asmir Begovic, festejando no final como se de uma final se tratasse.

Publicidade
Publicidade

É por essa alegria que as pessoas vão se contagiando e tentando contribuir, com o que podem, para fazerem esse menino feliz. Como dinheiro para tratamentos, mas também cartões postais natalícios, em que o menino já recebeu milhares, em vésperas deste Natal.

Mulher abusiva no Facebook foi detida

Apesar de muitas demonstrações de amor pelo menino, houve uma mulher que foi no Facebook desejar a morte de Bradley. A polícia conseguiu identificar essa pessoa, que está detida para interrogatório, e vai ser julgada em janeiro, ficando sob fiança até o início de 2017.

No Facebook, a mulher que foi identificada como uma jovem de 24 anos, de Hartlepool, na Inglaterra, teceu um comentário verdadeiramente odioso, em que diz "honestamente, eu não posso esperar por ver ele morrer".

Publicidade

A inglesa se justificou, declarando que está cansada de ouvir falar sobre a criança, que "teve pouca sorte", mas que "todos vamos morrer", se mostrando pouco importada se o Bradley morresse com apenas cinco anos. Ela acusa mesmo essa família, de estar promovendo esse menino e que ele fica com "toda a fama e glória", quando existem muitas outras pessoas com a mesma doença, e que não aparecem nunca nas notícias.

Menino apaixonou o mundo do esporte

Por sua paixão pelo futebol e pelo Sunderland, o menino tem sido muito apoiado por vários times e torcedores ingleses. Recentemente, os jogadores do Chelsea ficaram brincando com o menino antes da partida, tirando foto e trocando bola, para felicidade da criança. O Everton até contribuiu com muito dinheiro, doando 200 mil libras, para que a criança possa fazer um tratamento nos EUA.

De acordo com o jornal The Sun, Bradley já recebeu mais de 200 mil cartões postais de Natal.

Publicidade

A maior parte teriam sido enviados por torcedores de futebol, que se juntaram nessa campanha, para alegrar o Natal desse menino.

Ainda no futebol, mas fora da Inglaterra, está o bonito exemplo do Feyenoord, da Holanda, deixando uma mensagem, dando força para o menino. "Bradley, muito amor dos seus amigos do Feyenoord", escreveram os torcedores, no estádio, para o menino.

#cancer #bullying #crianças