Trina Cary é uma fotógrafa que sempre ouviu as pessoas dizerem que ela tinha o corpo fora do padrão, só que um dia ela cansou de toda essa conversa e resolveu fazer algo surpreendente. Ela criou coragem e fez um ensaio fotográfico completamente nua, sendo bastante elogiada ao postar as fotos no Facebook. Trina ficou muito feliz com o resultado, pois as pessoas estavam compartilhando e elogiando o belíssimo trabalho. O que ela não esperava é que as fotos seriam consideradas, pelo #Facebook, como "conteúdo ofensivo" e, por isso, teriam que ser apagadas.

Mais uma vez a fotógrafa ficou inconformada com a situação e fez o seguinte: tirou uma foto em que aparece nua, cobrindo os seios com as mãos e a genitália estava totalmente tampada por arbustos.

Publicidade
Publicidade

Ela ainda fez questão de editar a foto e escureceu bastante, assim não era possível ver quase nada. O resultado ficou super diferente e ela logo postou em seu perfil. Em menos de 10 minutos a imagem foi classificada como "inapropriada" e foi excluída pelo Facebook.

Para piorar a situação, seu perfil na rede social foi bloqueado por uma semana e ela ficou furiosa, pois ela usa sua conta no Facebook para divulgação do seu trabalho e também para manter contato com os clientes. Trina contou que ela estava conversando com alguns clientes quando teve seu perfil bloqueado e, com isso, a conversa foi interrompida e os clientes acharam que ela é que os tinha bloqueado.

Trina ia se revoltar com a situação, mas pensou bem e resolveu fazer diferente, ela criou um ensaio fotográfico de #Protesto contra o Facebook.

Publicidade

E ela não foi sozinha, dessa vez resolveu convidar as #mulheres, usando seu perfil no Facebook depois de uma semana, para que todas fizessem parte desse momento e conseguiu muitas adesões. Ao todo, foram 30 mulheres que se prontificaram a protestar contra a política de censura do Facebook.

As mulheres se encontraram na cidade de Kelowna, que fica no Canadá e todas tiraram fotos nuas, usando apenas uma faixa tampando as partes íntimas. E na faixa, estava escrito "Censurado", um recado direto para o Facebook.

As voluntárias disseram que o ensaio fotográfico serviu não só para protestar contra o Facebook, mas também para mostrar a elas que unidas podem mais e que todas são lindas e devem se amar, independente de atenderem ou não os "padrões de beleza".