No último dia 19, ocorreu uma nevasca em Ain Sefra, cidade da Argélia localizada em pleno Deserto do Saara, e o fenômeno é algo tão incomum que repercutiu pelo mundo todo. Agora, a NASA (National Aeronautics and Space Administration – Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço), dos Estados Unidos, revelou mais imagens impressionantes do evento – só que desta vez, geradas a partir do espaço, e que mostram a dimensão da nevasca de uma perspectiva deslumbrante.

De acordo com o site britânico Daily Mail, a agência espacial americana produziu as fotos utilizando o satélite Landsat 7, que orbita a Terra a uma altitude de 705 km.

Publicidade
Publicidade

Mesmo estando a esta altura, o satélite conseguiu obter imagens de alta resolução usando seus diferentes sensores, que captam, além de luz visível, cores em infravermelho.

Para tirar a foto que ilustra esta reportagem, o Landsat 7 focalizou em uma área perto da fronteira entre o Marrocos e a Argélia, mais especificamente abrangendo a região localizada ao sul da cidade marroquina de Bouarfa, e a sudoeste da cidade argelina de Ain Sefra.

Calor e frio

Conforme revelou o Daily Mail, na região de Ain Sefra, que está situada a mais de mil metros acima do nível do mar, as temperaturas podem atingir 37 ° Celsius no verão. No inverno, o frio pode até alcançar temperaturas negativas, mas para que haja neve, é necessária umidade, e a área atingida pela nevasca recebe pouquíssima chuva, o que torna o ar da região extremamente seco – e são estes fatores que tornam o fenômeno tão raro.

Publicidade

A última vez que um evento assim aconteceu foi no dia 18 de fevereiro de 1979 (37 anos atrás), quando neve caiu por cerca de meia hora também em Ain Sefra, interrompendo o tráfego na província de Ghardaia.

O que tornou a nevasca recente ainda mais impressionante foi o fato de que o fenômeno durou um dia inteiro, o que deu tempo para que várias fotos, tiradas de diferentes perspectivas, pudessem captar toda a beleza do efêmero evento, que já havia desaparecido completamente na terça-feira (20).

Veja as imagens divulgadas pela NASA neste vídeo em inglês - algumas das quais são apresentadas em "cores falsas" (espectros diferentes da luz visível), o que realça o contraste dos locais onde a neve se encontrava:

#Natureza #Curiosidades