Um homem ficou horrorizado quando acordou, no meio da noite de quinta-feira (15), com sua filha bebê chorando. Rapidamente esse #Pai percebeu que o choro não vinha do quarto da menina e ficou em choque quando desceu na sala e viu um estranho com a menina no colo. O homem foi mais tarde identificado como Oren Aharon Cohen, de 34 anos, uma pessoa que ninguém na família conhecia. Se desconhecem ainda as motivações para esse homem ter pegado a bebê, mas ele poderá responder por vários crimes, incluindo o de rapto.

Invasor se identificou como 'amigo'

Sem justificação para estar na sala de uma casa desconhecida, com uma bebê no colo, Oren Aharon Cohen falou imediatamente para o pai da menina que era "seu amigo".

Publicidade
Publicidade

O pai refutou essa amizade e garantiu que não conhecia esse homem, que largou logo a bebê no sofá, que estava vestindo a mesma fraldinha e o pijama. Enquanto que o pai brigava com esse homem, a mãe chamou a polícia, falando que tinha um "assaltante em casa".

A polícia fez a detenção do invasor que estaria embriagado e muito confuso com toda a situação. Disse que não sabia porque estava ali e que se recordava de estar em um "quarto escuro brincando com um anão". Mais tarde, referiu que estava com um amigo, que vivia no mesmo prédio. Na verdade, não havia qualquer sinal de arrombamento de entrada.

A polícia levou o homem detido, não sem antes ele tentar resistir aos policiais.

Homem foi detido e negou abusos sexuais

Apesar dos pensamentos confusos que foi misturando, o invasor negou qualquer atividade sexual com a bebê que segurava no colo e nunca identificou as razões para isso ter acontecido, com as suspeitas recaindo na possibilidade de sequestro.

Publicidade

A presença de roupas no corpo da menina poderiam indicar que não houve mesmo abuso sexual.

O homem ficou detido preventivamente, sob fiança de 250 mil dólares, e está acusado de tentativa de sequestro, roubo de segundo grau e agressão agravada.

Quando os policiais fizeram o primeiro interrogatório, já na delegacia, o homem desabou em lágrimas quando eles falaram que sua vítima era uma bebê de dois anos, dizendo que nunca faria mal para uma criança. #Bebê #Rapto