Este é mais um triste exemplo de como o consumo de #drogas pode ter um efeito devastador. Jason Chambers, de 27 anos, e Chelsea Cardaro, de 19, morreram em sua casa nos Estados Unidos sob a suspeita de terem sofrido overdose de heroína com apenas alguns minutos de diferença – o que fez com que sua filha, Summer N. Chambers, de apenas cinco meses, ficasse sozinha e perecesse por não suportar a privação de alimentos e água.

De acordo com a rede WJACTV, a tragédia aconteceu na cidade de Kernville, na Pensilvânia, e as autoridades do condado de Cambria encontraram os corpos da família na última quinta-feira (22).

O cadáver de Chambers foi achado na sala do primeiro andar da residência, e Cadaro estava em um banheiro no segundo andar da casa.

Publicidade
Publicidade

O corpo da menina foi localizado em um quarto também no segundo andar, ainda no berço.

Segundo o site do Tribune-Democrat, o médico legista de Cambria, Jeffrey Lees, revelou que os pais de Summer já haviam morrido há cerca de uma semana quando seus cadáveres foram encontrados.

Exames revelaram que a garota morreu vários dias depois, ao definhar de fome e sede. As análises toxicológicas dos adultos ainda estão pendentes, e podem levar até oito semanas para ser concluídas.

Histórico de abuso de drogas

Conforme revelou o site britânico Daily Mail, a promotora de justiça Kelly Callihan disse durante uma conferência de imprensa na sexta-feira (23) que o casal já possuía um histórico de abuso de drogas.

No mês de novembro, Chambers e Cardaro passaram por uma situação de atendimento de emergência, onde profissionais de saúde os socorreram também devido a uma overdose.

Publicidade

Naquela data, inclusive, Chambers precisou ser ressuscitado com o auxílio de uma substância conhecida como Naxolona, usada para cancelar os efeitos de opiáceos (grupo de drogas do qual a heroína faz parte).

Ainda segundo o Daily Mail, os vizinhos do casal não perceberam que havia acontecido algo tão trágico por acreditarem que a família estava visitando Nova York – cidade onde Chambers e Cardaro residiam anteriormente. #EUA #Casos de polícia