A polícia Alemã está procurando por um homem tunisiano suspeito de ser o condutor do caminhão que atropelou uma multidão em um tradicional mercado natalino em Berlim, nesta segunda-feira (19), por volta das 20h, horário alemão (às 17h em Brasília).

O homem suspeito estaria na faixa dos 20 anos e usa três nomes diferentes, de acordo com reportagens do Allgemeine Zeitung e the Bild newspaper ,que ainda afirmou que o homem teria contato com Abu Walaa, ideólogo ligado a redes islâmicas.

A polícia estaria procurando um tunisiano, pois documentos de um homem desta nacionalidade foram encontrados no assento do motorista do caminhão.

Publicidade
Publicidade

Outros suspeitos foram detidos, mas logo liberados. Até agora, a Justiça estaria procurado o suspeito, que nasceu no sul da #Tunísia, na cidade de Tataouine, no estado ocidental da Renânia do Norte-Vestfália.

No que as autoridades alemãs e a chanceler Angela Merkel chamaram de "ataque terrorista", antes mesmo da reivindicação do Estado Islâmico ou de qualquer outro grupo extremista, doze pessoas foram mortas, incluindo o motorista polonês do caminhão. Nesta terça-feira (20), a organização terrorista Estado Islâmico reivindicou o ataque.

As cenas do atentado remeteram instantaneamente as memórias do assalto do caminhão de 14 de julho na cidade de Nice, na Riviera Francesa, onde 86 pessoas foram mortas por um islâmico tunisiano. Naquela época, pessoas com traços árabes ou seguidores da religião Islâmica sofreram discriminação e intolerância, pois na concepção de algumas pessoas, qualquer pessoa com as descrições acima eram suspeitas de alguma ligação com o terrorismo.

Publicidade

O que, caso não haja conscientização e respeito, pode acontecer novamente neste caso.

A Tunísia é um dos maiores fornecedores de lutadores jihadistas, com cerca de 5.500 de seus nacionais estarem envolvidos no combate na Síria, no Iraque e na Líbia.

A empresa polonesa responsável pelo veiculo diz que Lukasz Urban, o verdadeiro motorista, desapareceu durante a tarde de segunda-feira. O veículo teria sido roubado e utilizado no atentado. #Atentado em Berlim #Suspeito do atentado em Berlim