Poderá ser a última tentativa na procura de Madeleine McCann. A polícia inglesa recebeu nova tranche de dinheiro, para procurar por nova pista, mas que poderá ser a última que vão seguir. Depois de vários anos, a operação Grange poderia terminar no próximo mês de abril, de 2017, por isso, um detetive pede que essa última pista "valha mesmo a pena", de forma a que a investigação ficasse resolvida. A polícia vai agora seguir a possibilidade de que #Maddie foi levada, em maio de 2007, por um gangue de traficantes, uma possibilidade que deixa em aberto a hipótese de a menina estar ainda viva.

A pista será seguida depois de ter surgido uma nova informação, referente a uns dias antes do desaparecimento da menina.

Publicidade
Publicidade

Alegadamente, um grupo de traficantes foi visto tirando fotos a Maddie, que estava junto com os pais, na praia da Luz, no Algarve. Dias depois, aconteceria o início de um dos maiores mistérios: Maddie desaparecia do quarto onde estava, junto com os irmãos mais novos, enquanto que os pais, estavam jantando fora, junto com amigos. As #crianças ficaram sozinhas no quarto e quando os pais, Gerry e Kate #McCann, retornaram a casa, ela já não estava presente, somente os irmãos gêmeos.

Depois de anos de investigação, a polícia vai agora novamente investigar um possível rapto, que tivesse que ver com o tráfico, o que poderia explicar a razão pela qual somente tinha desaparecido Maddie, e não nenhum dos irmãos. Porém, os investigadores acreditam que vão encontrar a menina inglesa, ainda com vida, quase dez anos depois do seu desaparecimento.

Publicidade

Maddie estava a poucos dias de completar quatro anos, quando sumiu durante as malogradas férias da família McCann, no Algarve, em Portugal. A investigação tem dado muitas voltas e saiu da competência portuguesa, quando as autoridades locais desconfiaram do envolvimento dos pais da menina, em todo esse processo. Assim se iniciou a dispendiosa operação Grange, que agora com ainda mais dinheiro, continua indignando os ingleses. São muitos os que não concordam com todo esse gasto, por apenas uma criança, quando existem dezenas de outras desaparecidas, sem que sejam feitas tantas buscas.

"Por que gastar tanto dinheiro? Nós todos podemos dizer quem foi e de graça", escreveu John Smith, nos comentários a essa notícia. Gemma Ward foi ainda mais precisa no comentário: "Oh, pelo amor de Deus, todos sabemos que foram os pais que fizeram isso".

E o leitor, o que pensa de esse caso? Deixe sua opinião!