Shannon Downie, de 18 anos, estava regressando de uma festa para sua casa, em Westhill, Aberdeenshire. Os #pais perceberam que a garota estava alcoolizada, quando ela pegou no carro para sair novamente. Cansados de suas últimas ações mais perigosas, eles resolveram o caso de uma maneira que está admirando a Internet. Os pais de Shannon chamaram a polícia, indicando que a filha estava embriagada. Como resultado, a garota vai passar o próximo ano sem dirigir e os pais ganharam o respeito de todos, por terem colocado a segurança da filha e dos outros em primeiro lugar.

Garota estava com três vezes mais que o limite de álcool

A jovem chegou em casa de táxi.

Publicidade
Publicidade

Porém, não demorou muito tempo a sair novamente para levar uma amiga em casa. Pegou no seu Ford Fiesta e saiu dirigindo. Esse estava longe de ser um caso raro para Shannon, que já seria normal fazer essas ações mais imprudentes, colocando sua vida em risco. Sem saberem mais o que fazer, para evitarem que ela fizesse isso, os pais chamaram a polícia, que resolveu a questão.

Shannon estava com três vez mais do que o limite de álcool e, por isso, ficou sem licença por um ano. A jovem teve ainda que pagar uma multa de 500 dólares, por excesso de álcool.

No tribunal, o juiz falou que ficava sempre desapontado cada vez que alguém "desrespeitava a lei, arriscando sua vida e de outros". Os pais também falaram, revelando que estavam "revoltados" com as ações da filha. Shannon nem abriu a boca, mas o seu advogado garantiu que a jovem estava se sentindo "envergonhada", e que não tinha justificação para sua "decisão ridícula" de ter pegado no carro embriagada.

Publicidade

Internautas apoiam esses pais

Nas redes sociais, este caso está se tornando viral. Entre os comentários, são muitas as pessoas que estão elogiando a decisão desses pais, que teriam pensado somente no bem para a filha. "Ela pode não apreciá-lo agora, mas um dia ela vai entender por que seus pais agiram de forma responsável", comentou a inglesa Keith. "Precisamos de mais pais assim", declarou Edward, de Liverpool.

Um outro usuário americano escreveu que "ensinar uma lição a uma pessoa quando ela está errada é uma coisa difícil de fazer, mas, às vezes, ele deve ser feito para tornar a vida melhor, mais seguro para todos. Tiro meu chapéu para esses pais por terem feito a difícil decisão naquele dia de se virarem contra seu próprio sangue! Melhor isso do que ter sangue derramado".

E o leitor, o que faria nessa situação? Teria coragem para denunciar seu próprio filho? Concorda com esses pais? Deixe sua opinião! #Filhos #Educação