O jornal português “Correio da Manhã” noticiou hoje (3) que foi um refugiado oriundo da Eritreia quem agrediu e violou uma mulher sem teto na cidade de Albufeira, em Portugal, no dia 1 de dezembro. O jornal falou com uma testemunha que fez revelações chocantes sobre esse #Crime que promete dar muito o que falar naquele país.

No dia 1º de dezembro, foi encontrada na cidade de Albufeira, uma mulher de 67 anos com sinais de ter sido agredida e estuprada. O crime aconteceu por volta das 5h da madrugada. Uma testemunha contou que a mulher, que é uma sem teto, tinha se abrigado na entrada de um banco para se proteger do frio. Essa mesma testemunha, apercebeu-se da situação e, quase ao mesmo tempo, avistou um homem que lhe pareceu suspeito.

Publicidade
Publicidade

A testemunha, um jovem de 21 anos, seguiu o homem, agarrou-o e alertou as autoridades a quem entregou o suspeito.

No momento foram também chamados os socorristas que confirmaram o estado grave em que se encontrava a mulher de 67 anos. Ela estava em choque e apresentava vários ferimentos na cabeça.

Entretanto hoje, na continuação da investigação desse caso, o jornal “Correio da Manhã” afirmou que o alegado estuprador encontra-se em Portugal com o estatuto de refugiado. O homem tem 38 anos, é oriundo da Eritreia e entrou no país integrando em um grupo de 15 #Refugiados africanos que chegou a Portugal no final do mês de outubro.

Segundo o jornal português, o alegado violador chama-se Ibrahim Salem e depois de ter entrado em Portugal foi acolhido por uma Fundação humanitária da cidade de Albufeira.

Publicidade

Nesse momento, também já se sabe que os investigadores da Polícia Judiciária já fizeram diligências e confirmaram a agressão e a violação. Entretanto, Ibrahim Salem já foi preso preventivamente por ordem de um juiz.

Esse é um acontecimento que promete causar muita polêmica em Portugal. Atualmente as opiniões no país estão divididas. Muitas pessoas defendem que o país deve aceitar receber refugiados, enquanto que outros acham que a entrada dos mesmos pode aumentar a insegurança nas ruas.

O que você acha sobre esse crime? Acha que os refugiados podem contribuir para um aumento da criminalidade nos países de acolhimento? Escreva a sua opinião nos comentários! #Casos de polícia