A origem do terrorismo deu-se a partir do século I d.C., mas só ganhou grandes proporções e um discurso anti-terrorista no século XXI d.C. O grupo que vem ganhando maior destaque em suas ações é o #Estado Islâmico, com seus radicalismos em prol de seus ideais religiosos. Todos aqueles que vão contra a sua ideologia tendem a ser caçados e exterminados. Este fato vem provocando bastante medo no mundo e preocupações nas agências anti-#Terrorismo, que estão reforçando seus treinamentos e ações contra este grupo e o terrorismo mundial.

Os principais ataques realizados por eles foram feitos no ano de 2015, como por exemplo no dia 13 de novembro, na França.

Publicidade
Publicidade

O ataque ao clube Bataclan deixou 128 mortos e 300 pessoas hospitalizadas, das quais 80 em estado grave. Com este ataque sendo um dos mais chocantes de toda a história, o medo se espalhou pela parte ocidental do mundo.

Entretanto há cidades que já sofrem com os ataques realizados pelos mesmo há anos. Um caso que vem deixando o mundo em estado de choque é o praticado próximo a cidade de Qaraqosh, onde houve casos de crucificação de cristãos.

O relato desta história veio a partir do sobrevivente Esam, casado e pai de três filhos. Ele relatou a ONG World Watch Monitor que sua cidade foi atacada e diversos parentes de sua esposa não conseguiram fugir do local. Segundo testemunhas, o grupo radical teria dado uma escolha aos moradores: “Saiam, se convertam ao Islã, paguem um jiyza (imposto de proteção) ou serão mortos”.

Publicidade

Esam disse em uma entrevista que o irmão de sua esposa havia sido crucificado pelo Daesh: “Ele foi crucificado e torturado na frente de sua esposa e filhos, que foram obrigados a acompanhar tudo. Os terroristas disseram que se ele amava tanto a Jesus, deveria morrer como Jesus”.

O EI costuma praticar torturas antes de matar seus reféns, como por exemplo cortes pelo corpo, tiros de arma de fogo em partes do corpo que não são vitais, entre outros. Costumam também sequestrar casais, matar os maridos e manter as esposas reféns para que sejam utilizadas como escravas sexuais.

O Brasil passou por momentos de muita tensão nas Olimpíadas, pois com a chegada de muitos turistas, o risco de ocorrer um ataque teria aumentado. Com isso, as forças de elite nacional começaram seus treinamentos e houve o maior policiamento em Jogos Olímpicos de toda a história mundial. #Ataque Terrorista