Repercute desde segunda-feira, 26, em todo o mundo, uma nova tragédia no futebol. Uma embarcação que levava um time de #Futebol amador do vilarejo de Kaweibanda, de Uganda, sofreu um naufrágio que deixou mortos, desaparecidos e feridos. Apesar da #Tragédia ter acontecido no Natal, dia 25 de dezembro, as informações sobre o que aconteceu foram divulgadas depois. O time dizimado é da aldeia de Kaweibanda, que fica no leste do país. Além do próprio clube esportivo, no barco também estavam os torcedores do time, além de outras pessoas que seguiam até o distrito de Hoima. Por lá, aconteceria um amistoso com outro time da região.

De acordo com informações do portal de notícias 'Yahoo', uma das hipóteses apontadas é que o excesso de peso possa ter ajudado a afundar a embarcação, que estaria com passageiros acima do seu limite.

Publicidade
Publicidade

Além disso, a maioria das vítimas, segundo os sobreviventes, estaria apenas de um lado da embarcação, o que fez com que o transporte coletivo virasse. Os jogadores e os torcedores estavam festejando, cantando e dançando, antes de acontecer o #Acidente. Alguns dos passageiros, inclusive, levavam instrumentos musicais para animar a festa na embarcação.

Dos quarenta e cinco passageiros que estavam no barco, apenas quinze sobreviveram. Os jogadores do time de Uganda morreram. Vítimas ainda são procuradas, mas não existe muito mais perspectivas de sobreviventes. Um vídeo disposto ao final dessa reportagem mostra como foi o resgate das vítimas, que aconteceu no próprio domingo natalino. É bom lembrar que nesta sexta-feira, 29, completa um mês de outra catástrofe esportiva, a do avião que levava o time da Chapecoense, que caiu a 38 Km do aeroporto de Medellín e acabou matando 71 pessoas.

Publicidade

Apenas seis sobreviveram.

De acordo John Rutagira, comandante da polícia do distrito de Buliisa, testemunhas disseram que o timoneiro do barco e a maioria dos tripulantes já estavam bêbados no começo da viagem.

Veja abaixo o vídeo que mostra o resgate dos feridos e dos corpos na tragédia com o time de futebol africano.