Em um vídeo que viralizou na internet, um Lamborghini Murcielago é destruído por um guindaste. O carro luxuoso foi destruído em Taiwan, que segundo as autoridades locais, seu dono comprou o carro ilegalmente. A ação restou em um prejuízo de mais de um milhão de reais e muitos internautas lamentaram a perda de um carro tão cobiçado em todo o mundo.

Carros esportivos e potentes são o sonho de todos que são apaixonados por máquinas. Os modelos italianos Lamborghini são conhecidos pelo seu alto preço de mercado e por sua linha luxuosa de carros personalizados e únicos na indústria automobilística. O preço dos modelos Lamborghini traduzem o quanto são valiosos os carros da marca italiana que facilmente ultrapassam um milhão de reais.

Publicidade
Publicidade

Dono perde Lamborghini destruído por guindaste

Apaixonados por carros em todo o mundo lamentam a destruição de uma Lamborghini Murcielago. O carro italiano foi destruído em Taiwan por um braço mecânico de um guindaste. O Lamborghini foi destruído após seu dono importar o veículo ilegalmente e o vídeo viralizou em todo o mundo.

O carro de luxo custou mais de um milhão de reais para o dono, que viu todo seu dinheiro ir embora com a destruição do Lamborghini. Nem mesmo as peças do carro poderiam ser reaproveitadas após o proprietário perder na justiça do país o direito de permanecer com o seu carro importado ilegalmente. Assista o vídeo do Lamborghini Murcielago sendo destruído por um guindaste:

Luta para recuperar carro de luxo destruído durou três anos

A luta do dono do carro luxuoso para recuperar seu Lamborghini durou três anos no tribunal de Taiwan.

Publicidade

Mesmo após as tentativas para salvar o carro, as autoridades locais decidiram por destruir o Lamborghini, alegando que o dono comprou o carro ilegalmente de outro país.

De acordo com a legislação de Taiwan, o Lamborghini Murcielago deveria ser destruído e suas peças não poderiam ser comercializadas. Tudo que sobrou do carro de luxo italiano foi direto para o ferro velho após a destruição do carro por um guindaste. #Crime #Casos de polícia