O vídeo exclusivo mostra o momento em que o caminhão entra na feira natalina em Berlim em alta velocidade. As imagens foram gravadas pela câmera instalada em um taxi que passava pelo local no momento da invasão.

Nas imagens é possível ver que o caminhão trafegava em alta velocidade, e invade a feira com a mesma intensidade. É possível ver que no instante em que o caminhão entra na feira, segundos depois mostra algumas pessoas correndo pelas ruas desesperadas e tentando se proteger do ataque.

Alguns carros param e ligam as luzes de alerta, para verificar o que teria acontecido, o taxista que gravou as imagens também se aproxima e para, na entrada da feira natalina.

Publicidade
Publicidade

O atentado aconteceu nesta última segunda-feira (19), e matou 12 pessoas e deixou 48 feridas. O motorista do caminhão e autor do atentado já foi identificado, porém não foi encontrado ainda. O suspeito é o tunisiano Anis Amri, de 24 anos, que está foragido.

O governo alemão já ofereceu recompensa para quem souber informações que levem a policia até Anis Ami, para que seja apreendido pelas autoridades. A polícia encontrou marcas das digitais do tunisiano no caminhão, e no interior do caminhão um atestado de residência provisória sobre o banco, onde estava o autor do atentado. Provas mostraram que era ele quem dirigia o caminhão que matou 12 e deixou 48 feridos.

Anis Amr,i teria matado o funcionário da empresa proprietária do caminhão, o homem era o motorista até ser assassinado pelo tunisiano.

Publicidade

Que fugiu em seguida com o caminhão para cometer o atentado.

O irmão de Anis pediu em entrevista a um canal de TV, que o irmão se entregue, Walid Amri, afirmou que a família esta muito abalada, em saber que seu irmão poderá ter tido participação nesse atentado. Ele afirmou que isso mancharia o nome da família, e que se ficar comprovada a participação dele no ataque, que ele será esquecido pela sua família.

O irmão do suspeito informou ainda, que o irmão já morava longe da Tunísia ha algum tempo, e que ele sempre entrava em contato com a família pelas redes sociais e telefonemas. Porém nos últimos meses ele teria notado uma mudança comportamental no irmão.

Segundo informações o tunisiano já vinha sendo investigado desde março deste ano, por ser considerado uma ameaça. Ele já teria se envolvido em uma briga em um bar, e teria envolvimento com o #Crime de tráfico de drogas. Além de já ter sido preso na Alemanha quando se dirigia a Itália, por portar documentos falsos.

A feira foi reaberta, porém com barras de proteção feitas de concreto, para impedir uma nova invasão ao local.

#Investigação Criminal