Um vídeo divulgado nesta quarta-feira (21), ganhou repercussão mundial, as cenas causam polêmica e revolta em que assiste. O caso aconteceu na china, em uma cerimônia de casamento, a vítima seria uma das madrinhas escolhida pelo casal. O abuso sexual aconteceu de forma coletiva, sete homens atacaram uma madrinha do casamento, que tentava se defender o tempo todo. As imagens foram gravadas por uma câmera que registrou parte da ação.

O vídeo que circula na internet tem apenas 10 segundos, mas vem causando indignação e debates entre os internautas. Na gravação é possível ver que a mulher esta em um cômodo da casa onde acontecia a festa, aparentemente um quarto, a jovem estava em cima de uma cama, sete homens aparecem molestando sexualmente a madrinha, que ainda tenta se livrar dos homens.

Publicidade
Publicidade

Ao fundo dá para perceber que o cômodo estava cheio de homens, os outros assistiam toda a cena, embora não participassem do ato, mas também nada fizeram para ajudar a jovem.

Na gravação ainda dá para ver que um dos homens emburra violentamente a cabeça da jovem, após ela tentar se defender do ataque. Alguns aparecem dando risada e se divertem com ato cometido contra a mulher.

A gravação original fui publicada pela rede social Miaopai, e viralizou, com menos de uma semana do vídeo ser lançado na rede social, já tinha alcançado 1,7 milhões de visualizações.

Este tipo de #Crime tem sido muito constante em festa que vem acontecendo na China. As mulheres chinesas vêm sendo um alvo frequente dessas “brincadeiras” sexuais. Medidas mais firmes devem ser tomadas para que esses casos não continuem se repetindo.

Publicidade

Muitos que assistiram ao vídeo na internet, deixaram comentários indignado e pedindo a punição dos responsáveis. Segundo informações muitos casamentos chineses, vêm acontecendo esse tipo de episódio, como se fosse um ritual antes da cerimônia do casamento.

Mulheres em todo o mundo vêm sendo vítimas dos mais variados tipos de abusos. Entre eles os sexuais são os mais recorrentes, e muitos agora vêm acontecendo em grupo. O número de estupros coletivos vem crescendo de forma assustadora, alguns dele com repercussão mundial, como foi o caso da adolescente carioca, de 16 anos, que foi violentada por mais de 30 homens, e teve imagens da violência divulgada em redes sociais.

Leis mais duras precisam ser criadas para ajudar a combater esta prática criminosa.

#Investigação Criminal