Betsy Ayala, de 34 anos, que mora no Texas (Estados Unidos), teve uma surpresa ao olhar o celular do ex-marido, com quem tinha um relacionamento há 14 anos e uma filha. No celular, ela encontrou mensagens que o homem trocava com a suposta amante, onde eles se referiam a ela como "vaca gorda". Isso ocorreu poucos meses após ela dar a luz a uma filha do casal.

Durante a gravidez, Betsy engordou bastante, chegando a pesar 118Kg. Com um bebê nos braços, ela não sabia o que fazer, mas, ao invés de se deprimir com a situação, ela resolveu dar a volta por cima.

No lugar de lanches gordurosos, doces açucarados e bebidas calóricas, a #Mulher traída deu lugar a uma #Dieta saudável e exercícios para perder peso.

Publicidade
Publicidade

Betsy relatou a um jornal britânico que o que o marido fez foi uma 'benção' em sua vida, pois, talvez se isso não tivesse ocorrido, ela jamais teria encontrado forças para mudar e poderia ficar daquele jeito para sempre.

Ao sofrer para perder peso, Betsy rezava todos os dias para que conseguisse continuar a seguir o caminho que havia escolhido. Em uma entrevista dada a um jornal britânico, a moça disse que chorava após cada treino, que tudo foi muito doloroso, pois a luta contra a balança vinha desde sua infância; ela sempre foi uma garota gordinha e na faculdade já tinha chegado a pesar 162Kg. No entanto, o que aconteceu mudou sua vida. "Fiz isso por minha filha e por mim", relatou a mulher.

A ligação afetiva que durou 14 anos foi bastante tensa para a esposa, que ainda passou por uma depressão pós parto.

Publicidade

Sem desejo de viver, mal conseguia dormir. Mas ainda assim a mulher conseguiu perder 27Kg, porém, foi apenas depois do Natal, quando descobriu a traição do marido com uma colega de trabalho, que conseguiu reagir e dar a volta por cima, se dedicando para diminuir os números na balança.

Agora, com apenas 72Kg, com a auto estima elevada e feliz, a moça publica suas fotos na internet e em redes sociais para ajudar a motivar outras mulheres que possam estar passando pelo mesmo problema. #2017