O ataque que deixou 39 mortos e 69 feridos em uma boate na noite de ano novo em Istambul, na Turquia, foi um dos acontecimentos que chocou o mundo logo neste início de ano.

A boate Reina é uma das mais famosas casas noturnas e uma das mais badaladas de #Istambul, sendo muito frequentada por turistas, jovens ricos e estrangeiros que pagam altos valores para poder estar ali.

A boate fica em um local perto das margens do estreito de Bósforo e segundos relatos muitas pessoas se atiraram na água na tentativa de escapar do ataque.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI), disse estar por trás do atentado. Pelo menos 600 pessoas celebravam a virada de ano quando um homem começou os disparos com uma arma de fogo.

Publicidade
Publicidade

A #Turquia recentemente foi alvo de dois outros ataques e vinha realizando operações militares para combater esses militantes na Síria. As informações são que no domingo por volta de uma e meia da madrugada, o atirador chegou de táxi, pegou uma arma que estava no porta-malas, matou um agente de viagens e um segurança ainda do lado de fora e logo após entrou na boate.

O atirador fugiu após sete minutos de disparos, e deixou a arma para trás ao escapar. Não é de hoje que o pais vive na luta tentando combater o terrorismo.

Entre as vítimas fatais do atentado estão diversas pessoas de outros países, como Israel, Rússia, Líbano e de outros lugares também.

Entre os mortos está um casal que deixa um filho órfão de apenas 5 meses.

A cidade está sempre em alerta por ter sofrido diversos ataques nos últimos meses, ao todo encontram-se mais de 17 mil policiais nas ruas atuando.

Publicidade

E nesta segunda feira após investigações a polícia turca já havia prendido ao menos oito pessoas, que seriam suspeitas e supostamente teriam relação com os ataques.

Outra informação concedida é que foram encontradas digitais e já se sabe sobre a aparência básica do atirador, e que a partir de agora começa o processo para identifica-lo mais rapidamente.

Existem também imagens de uma câmera de segurança que mostram um homem com casaco preto atirando do lado de fora do local. As imagens coletadas também servirão como auxílio para identificar o atirador, #Ataque Terrorista