Um #Casal japonês estava unido há muitos anos, mas durante vinte anos de relacionamento o marido Otu Katayama não pronunciava sequer uma palavra para sua esposa Yumi. O caso foi revelado pelo El Diário, de Nova York, EUA.

Katayama não pronunciava nenhuma pequena palavra para a esposa, e para se comunicar sobre assuntos importantes ele simplesmente fazia algum aceno com a cabeça ou um grunhido, algo bem discreto. Yumi, por sua vez, tentava de todas as formas arrancar algumas palavras ou se possível, frases do marido. Além de Yumi, quem se incomodava com o modo com que Katayama vivia, eram seus filhos.

Yoshiki, de apenas 18 anos, filho do casal, buscou ajuda a um programa e revelou o caso de sua família japonesa.

Publicidade
Publicidade

O programa Hokkaido Television foi utilizado como uma ajuda para tentar consertar essa situação. A falta de palavras de Katayama fez com que seus filhos nunca pudessem ouvir um diálogo entre seus pais, eles viviam em uma desconfortável situação.

O programa fez com que Yumi e Katayama se encontrassem em um parque do #Japão, o encontro foi feito de modo especial e fazendo com que o marido de Yumi explicasse o motivo para tanta falta de diálogo.

Motivo revelado

Sentados em um banco do parque, Katayama pronunciou suas primeiras palavras após 20 anos. Ele explicou que toda chateação com a mulher era pelo fato dela dar muita atenção para os filhos do casal, fazendo com que ele se sentisse desprezado, abandonado pela esposa. Ele disse que sentia ciúmes e isso o fazia sentir como uma pessoa solitária.

Publicidade

Ele admitiu para todo o público que acompanhava que a história deles que já havia acontecendo durante muito tempo, Yumi apenas concordou com as palavras de Katayama.

No final da conversa, o marido reconheceu os esforços feitos pela esposa nesses últimos anos em um tom demonstrando remorso. Ele agradeceu a esposa e reconheceu que ela queria o melhor para seus filhos. "Quero que saiba que estou agradecido por tudo", disse Katayama. Então, o caso de vinte anos de silêncio foi desvendado. #Briga