Um vídeo chocou milhares de pessoas no mundo inteiro por conter cenas de maus tratos a um tigre siberiano, espécie que já esteve gravemente ameaçada de extinção.

Reproduzidas por veículos de imprensa internacional, como o tabloide ‘The Mirror’, as imagens mostram funcionários de um circo forçando o animal a ser montado por dezenas de pessoas interessadas em tirar fotografias.

O tigre, com sinais de estar doente e em depressão, é obrigado a ficar deitado em uma mesa, na posição que seus domadores ordenam. Para que fique assim, imóvel, ele tem a cabeça forçada para baixo por um dos funcionários.

O pobre animal aparece com os membros amarrados e totalmente subordinado a uma situação que nada tem a ver com a vida que levaria em seu habitat natural.

Publicidade
Publicidade

Aproximadamente trinta pessoas, incluindo crianças, foram convidadas ao picadeiro para tirar fotos em cima do tigre.

Aflito, ele permanece assim por vários minutos. Conforme a reportagem do ‘The Mirror’, acredita-se que o circo passava pela cidade de Yiyang, em Hunan, Sul da China, quando o registro foi feito. No entanto, não está claro quem filmou o vídeo ou quando ele foi gravado.

Uma criança até grita: "Estou com medo, estou com medo", quando sua mãe tenta colocá-lo sobre a enorme criatura.

É possível ouvir o apresentador do circo usando um microfone para encorajar os convidados a se sentarem em cima do animal. Ele diz “Pensem como pode ser legal montar em um tigre. Isso lhes ajudará a mantê-los longe dos demônios”.

Conforme o tabloide, há uma crença popular na China que diz que o espírito do Deus da Riqueza vive nos tigres.

Publicidade

Segundo a lenda, entrar em contato com o animal traz boa sorte.

No final do vídeo, quando o tigre é finalmente libertado de sua tarefa ingrata, ele imediatamente salta fora da plataforma e entra para a sua gaiola, longe do palco.

Na década de 1940, o tigre siberiano quase foi extinto em função de ser uma presa nobre para os esportistas de caça. Especialistas dizem que por causa da atividade não havia restado mais do que 40 exemplares da espécie na natureza selvagem. Com campanhas pelo fim da caça esportiva, a população de tigres siberianos começou a aumentar gradativamente. Estudos divulgados na década de 1980 mostraram esse aumento. Acredita-se que agora o número de animais permanece estável, com cerca de 540 animais vivendo de forma selvagem.

#Crime #Casos de polícia