O que para a maioria das pessoas não passa de uma simples coincidência, mesmo que de caráter mórbido, não deixa de chamar a atenção negativamente sobre as recentes mortes de alguns embaixadores de países diferentes em diversos cantos do mundo. O primeiro caso que deixou a opinião pública estarrecida foi o assassinato, à queima roupa, do embaixador da Rússia Andrei Karlov, em Ancara, Turquia, por um guarda turco, devido a discordâncias políticas e religiosas. Ainda no final do ano passado, foi a vez do amistoso embaixador grego no Brasil, Kyriakos Amiridis, ter sido executado em um crime passional a mando de sua própria esposa, que mantinha uma relação extraconjugal com um soldado da PM carioca, o que só contribuiu para aumentar a percepção negativa que muitos têm do Brasil no exterior.

Publicidade
Publicidade

Por último, no dia 9 de janeiro, a imprensa nacional da #Grécia veiculou a notícia de que #Andrei Malanin, cônsul da Rússia em Atenas, aos 55 anos de idade, foi achado sem vida no apartamento em que morava.

De acordo com os dados liberados por uma fonte ligada à polícia grega, diferente do embaixador grego assassinado no Rio de Janeiro, o russo Malanin veio a óbito por causas naturais. No entanto, a fim de se cumprir o protocolo internacional e dar continuidade à boa relação existente entre a Rússia e a Grécia, ainda há uma investigação em continuidade por parte da polícia grega, para que não fique nenhuma dúvida pendente no caso do diplomata russo.

Foram os colaboradores do consulado russo que acionaram a polícia, depois que o cônsul não foi trabalhar na última segunda-feira e também não estar atendendo as chamadas telefônicas.

Publicidade

A polícia foi então no apartamento de Malanin e já o encontrou morto.

A título de melhor entendimento, os embaixadores (ou embaixatrizes) recebem o título de Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário, sendo os funcionários estrangeiros de nível mais alto junto a um país estrangeiro ou mesmo determinada organização internacional de grande relevância. O embaixador é o líder maior de uma missão diplomática do seu país de origem, sendo outorgado a ele a autoridade para representar a sua pátria nos mais diferentes tipos de assuntos junto das autoridades governamentais do país em que se encontra sediado. #Morte