Relações entre animais e homens, muitas vezes, acabam saindo do controle. Prova disso foi o que ocorreu no fim de semana, em um famoso parque natural da Tailândia. O público assistia a uma apresentação de um crocodilo, quando tudo deu errado. O caso veio à tona no Brasil graças a uma reportagem publicada nesta segunda-feira, 2, pelo portal de notícias da RedeTV! O treinador Anusak Salangam, de quarenta e sete anos, estava realizando mais um dia do seu trabalho arriscado, quando foi abocanhado pelo "bichinho" feroz. Um #Vídeo flagrou toda a cena. Ele foi divulgado pelo site local 'The Phuket News". As imagens, que são consideradas fortes, podem ser vistas ao final dessa reportagem.

Publicidade
Publicidade

Na sequência impressionante de imagens, o réptil está lá paradão e parece seguir à risca todo o protocolo de apresentação. Enquanto isso, o treinador, que deve ter feito a mesma performance dezenas de vezes, mostra que tem muita coragem. Salangam, no entanto, comete o erro que pode ter provocado a fúria do animal. Ele decide provocar o bicho, que segundos depois decide dar uma baita mordida ao redor da mão do tailandês. O público, certamente, deve ter ficado horrorizado ao assistir tudo isso ao vivo e a cores. O animal que se apresentava ainda dá um golpe chamado de 'giro da morte'. Ele e o tailandês praticamente giram no ar. O treinador mostra ter muita habilidade e consegue não ter a sua mão arrancada.

Estado de saúde do homem que protagoniza imagens

De acordo com a mídia local, dessa vez, o homem que lida com feras teve sorte.

Publicidade

Ele teve apenas alguns pequenos ferimentos na mão e deve voltar a realizar o trabalho que tanto gosta, mas que exige uma coragem que poucos possuem.

Veja abaixo o vídeo que exibe o exato momento em que o crocodilo abocanha o próprio treinador. Atenção, o conteúdo das imagens é considerado forte para algumas pessoas. Na sua opinião, o que pode ter levado à fúria desse crocodilo? Deixe o seu comentário. Ele é sempre muito importante para todos nós e ajuda a criar um diálogo sobre o tema.

#Crime