Uma viagem de regresso até a Suíça, depois de terem passado o Natal e o réveillon juntos das suas famílias em Portugal, acabou em uma enorme tragédia a poucas centenas de quilômetros do destino da viagem: Genebra. Tal como informa o site “Correio da Manhã”, o proprietário da empresa de transportes, “Rota das Gravuras”, já falou diretamente com um dos motoristas que estava dirigindo o ônibus com 35 imigrantes portugueses, garantindo que a causa para esse macabro #Acidente foi o “gelo que estava de madrugada na estrada”.

A “estrada da morte”, conhecida por ter sempre um elevado número de mortes todos os anos, provocou novamente mais um enorme desastre, envolvendo outra vez um grupo de imigrantes que estava viajando entre países europeus.

Publicidade
Publicidade

Como já aconteceu várias vezes com imigrantes brasileiros, agora foi um ônibus com imigrantes portugueses que se descontrolou em uma ponte, tendo matado quatro pessoas e deixando outras três em estado muito grave, sendo uma delas uma criança de apenas dois anos.

Como garante o site “Correio da Manhã”, depois de falar com o dono da empresa responsável pela viagem, estavam no ônibus pelo menos “três ou quatro crianças” e todas as vítimas desse acidente são de regiões do norte de Portugal. Narciso Ângelo também revelou que já falou com um dos seus funcionários responsáveis pelo transporte dos clientes, garantindo que a causa foi o excesso de gelo que estava presente no local do acidente. Ainda assim, ele, juntamente com as famílias das vítimas, está aguardando pelos resultados da investigação.

Publicidade

O proprietário também deixou uma mensagem para todas as vítimas que estão lutando pela sua sobrevivência, esperando que todos eles possam recuperar desse enorme desastre. Tal como aconteceu anteriormente em casos semelhantes, muitos membros da comunidade imigrante portuguesa, chocados com os detalhes do acidente, têm usado as redes sociais para lamentar mais uma enorme tragédia, questionando se a empresa cumpria com todas as regras de seguranças mínimas, bem como se os seus motoristas não estava dirigindo em excesso de velocidade, especialmente por se tratar de uma estrada com gelo. #Europa #Emigração