Imagine só a cena. Você está navegando no Facebook e se depara com uma transmissão ao vivo. As imagens mostram um homem roubando uma agência bancária. Depois ele doa todo o produto do roubo a pedestres em plena praça pública.

O caso é real e aconteceu nos Estados Unidos. Foi em Miami, na Flórida, na última segunda-feira (9). O ladrão metido a Robin Hood já foi identificado e preso, para alívio de muitos moradores locais e tristeza de alguns outros, que chagaram a pegar o dinheiro ofertado por ele.

Segundo relatou a imprensa internacional, o assaltante transmitiu toda a movimentação dele, desde o assalto na agência bancária.

Publicidade
Publicidade

Já a performance no estilo “Quem quer dinheiro?”, numa das ruas mais importantes do município, foi apenas fotografada por testemunhas.

As imagens não estão mais no ar, mas quem assistiu diz que o ladrão parecia perturbado, pois afirmava coisas sobre bombas e guerra contra a Rússia.

Na transmissão, feita pelo usuário Mikebilly So-Focused, é possível ver um homem de terno e gravata conversando com o caixa da agência. Ele recebe um envelope cor-de-rosa, repleto de dólares. A Polícia não soube precisar a quantia exata.

Na transmissão ele ainda afirmou que iria se entregar assim que conseguisse divulgar o seu recado. Disse que antes de se render também entregaria a quantia para os pobres. Afirmou que depois disso estaria pronto para responder por seus atos aos juízes e à opinião pública. Entre essas afirmações ele falava coisas desconexas sobre uma guerra contra a Rússia.

Publicidade

A polícia teve acesso ainda a um segundo vídeo, onde o ladrão está em um veículo, desta vez se comunicando em espanhol. Depois, já no idioma inglês, avisa que seu objetivo é contar aos meios de comunicação o que sabe sobre a Rússia.

Diz que o planeta caminha para uma terceira guerra mundial e que não quer combater contra os russos.

O terceiro passo do ladrão maluco foi a distribuição do dinheiro que roubou em plena Ocean Drive, em Miami. Ele chegou a ser fotografado entregando as cédulas a uma pequena multidão.

No dia seguinte à transmissão, o sujeito, identificado como Enrique Antonio Gamez, de 35 anos de idade, foi preso. As autoridades policiais disseram que o usuário Mikebilly So-Focused, por onde as transmissões foram feitas, é um motorista de Uber que foi obrigado por Enrique a fazer as entradas ao vivo. Ele foi feito refém pelo ladrão.

#Crime #Investigação Criminal