Uma família de imigrantes portugueses, com uma criança de apenas sete anos, foi encontrada sem vida na sua propriedade em Reigate, Surrey, Inglaterra. Tal como informa o jornal “Correio da Manhã”, Tiago Nunes, com cerca de trinta anos, trabalhava como jardineiro em um quintal próximo da casa onde eles estavam morando, enquanto Ana Herrera era empregada doméstica. Apesar do forte incêndio, que danificou bastante a casa do casal, a verdade é que as autoridades só chegaram ao local passadas algumas horas, visto que a propriedade se encontra um pouco afastada dos vizinhos por causa do grande quintal.

O ano de 2016, especialmente para a comunidade imigrante portuguesa, foi um dos mais negros da sua história, registando dezenas de mortes na #Europa, sobretudo por causa de acidentes de carro.

Publicidade
Publicidade

Contudo, mesmo com um ano novo, as enormes tragédias envolvendo portugueses parece não parar. Dessa vez, uma família com três elementos foi encontrada na cama, completamente carbonizada pelo incêndio durante a madrugada do dia 24 de janeiro.

Com a chegada das autoridades só na manhã seguinte à #Tragédia, pois o incêndio passou completamente despercebido para as casas que estavam em redor da propriedade, ainda não se sabe ao certo a causa do incêndio, sendo que resta agora a investigação tentar descobrir o que motivou essa grande tragédia, que está abalando a comunidade imigrante portuguesa. Como garante o jornal inglês “The Mirror”, a propriedade queimada só foi descoberto pois Tiago Nunes não se apresentou ao trabalho, como acontecia normalmente.

Nas redes sociais, muitos imigrantes portugueses estão em choque com os detalhes de mais um desastre envolvendo alguns dos seus membros, rezando e apoiando a família das vítimas.

Publicidade

As autoridades, enquanto não descobrem as causas do incêndio, enviaram um comunicado oficial para a população da cidade para que, caso tenham visto a casa ardendo e tenham algum elemento importante para comunicar, que o façam juntamente com as autoridades locais. “Um cara encantador”, descreveu um dos vizinhos do casal de imigrante sobre Tiago Nunes. #Emigração