Dia 25 de junho de 2009, às 18h26 (horário de Brasília), ficou registrado como sendo o exato momento em que o pop star Michael Jackson morreu, aos 50 anos, em sua casa em Los Angeles (EUA). Conforme oficialmente divulgado, o cantor teria morrido após sofrer uma parada cardíaca.

Entre sua legião de fãs - e até quem não gostava do cantor - surgiram muitas especulações sobre os motivos de sua morte. Alguns até mesmo chegaram a duvidar se realmente o astro da música mundial tinha realmente morrido, nos mesmos moldes do conhecido jargão "Elvis não morreu".

Nesta terça-feira (24), foi publicada pela revista norte-americana "Rolling Stones" uma entrevista concedida pela filha do cantor, Paris Jackson, de 18 anos, que novamente agitou o mundo das celebridades e reacendeu a polêmica quanto aos motivos de Michael.

Publicidade
Publicidade

"Meu pai sabia que seria morto"

Na entrevista, Paris Jackson afirmou que seu pai foi assassinado e que ele (Michael), bem como familiares, sabia que seria morto. Segundo Paris, "ele dava algumas dicas" acerca de pessoas que estariam querendo matá-lo. Na entrevista, também disse que foi tudo uma "mentira e armação", referindo-se à versão oficialmente apresentada sobre a morte de seu pai.

Questionada se gostaria de justiça no caso, Paris Jackson afirmou que "tudo é um jogo de xadrez" e que estava jogando da maneira correta, sem revelar maiores detalhes.

Alguns escândalos na carreira

A trajetória de vida pessoal e profissional do astro pop foi repleta de muito sucesso e dinheiro. Mas nem tudo transcorreu como um "mar de rosas". Dentre algumas polêmicas, o astro musical foi acusado de não gostar de sua cor de pele e, após alguns tratamentos, chegou a mudar sua pigmentação bem como sua compleição física.

Publicidade

Michael afirmava ser vítima de um tipo de doença cutânea. Demonstrava também ser um gastador compulsivo. Em uma certa ocasião, em poucos minutos, chegou a gastar milhões de dólares em uma loja de artefatos de luxo. Mandava fechar a loja para ser atendido exclusivamente.

Entre as acusações mais graves estão a de abusos sexuais de crianças. Nada foi comprovado. Poderia ser alguma dessas polêmicas o motivo que fizesse com que alguém quisesse a morte do astro? Ou será apenas uma jogada de marketing? Uma coisa é certa: mesmo morto, o nome de Michael Jackson quando surge sempre causa furor. #michaeljackson #elvispresley