De acordo com o Daily Mail, do Reino Unido, a americana Katelyn Nicole Davis, de 12 anos de idade, cometeu #Suicídio se enforcando no pátio de sua casa, e transmitiu tudo ao vivo pelo Facebook. A adolescente vivia na cidade de Cedartown, localizada no Condado de Polk (Estado da Geórgia), e se matou no último dia 30 de dezembro.

Momentos antes de dar fim à sua própria vida, Katelyn afirmou na transmissão que estava sendo abusada física e sexualmente por um dos membros de sua família, e após fazer este desabafo, deixou a câmera registrando seus momentos finais.

O vídeo termina 20 minutos após a adolescente ter se enforcado, enquanto é possível ouvir uma voz feminina ao fundo chamando pelo nome da garota.

Publicidade
Publicidade

O Daily Mail revelou que a polícia foi chamada à casa de Katelyn para tentar salvá-la, mas ela foi declarada morta após ter sido levada ao Polk Medical Center's Emergency Room.

Viralização do vídeo

A filmagem original foi removida do perfil do Facebook de Katelyn, mas o vídeo continuou a ser compartilhado online. Administradores da mídia social têm retirado das páginas de seus usuários todos os posts relativos ao incidente.

Desde a morte da adolescente, o Departamento de Polícia do Condado de Polk vem recebendo inúmeras ligações de pessoas alertando sobre sites que estão hospedando as chocantes imagens. Mesmo assim, o vídeo acabou viralizando, e segundo informou a Fox5 nesta quarta-feira (11), as autoridades locais afirmaram que estão impotentes em impedir a proliferação do material.

Kenny Dodd, chefe de polícia de Polk, afirmou que os agentes da lei já entraram em contanto com alguns dos endereços eletrônicos que hospedaram a filmagem.

Publicidade

Mas como estas páginas online não são obrigadas por lei a remover o conteúdo, fica a critério de cada administrador ou proprietário de site manter ou não o vídeo disponível.

Depressão e abuso

De acordo com o site Coosa Valley News, Katelyn possuía um blog no qual se identificava como "Dolly", onde escreveu no dia 27 de dezembro que ela vinha sofrendo uma série de abusos por parte de um parente, o que incluía espancamento com um cinto cravejado e tentativa de estupro.

A adolescente também afirmou em seu diário online que estava sofrendo de depressão, e pediu que seus leitores lhe aconselhassem em como lidar com a doença.

Ainda segundo o Coosa Valley News, a polícia de Polk está investigando as acusações de abuso. #Casos de polícia