O clima fica ainda mais tenso entre os Estados Unidos e a Rússia, após alguns hackers russos invadirem a rede elétrica americana. A invasão se deu através de um fornecedor de Vermont, através de um #Ataque pela internet, mas a empresa garantiu que isso não chegou a prejudicar o fornecimento de energia à população, entretanto, o estrago diplomático já foi feito.

Outro grande problema nessa invasão dos hackers russos, é que foi revelada uma vulnerabilidade muito grande nas redes elétricas americanas, o que já vem sendo melhorado para que o problema não aconteça mais.

O jornal 'The Washington Post" informou que foi encontrado um "código", resultante do ataque #hacker, no sistema do fornecedor de eletricidade, porém não foi divulgada a data em que o crime virtual teria sido praticado.

Publicidade
Publicidade

Ainda de acordo com o jornal americano, os hackers não chegaram a realizar nenhuma alteração no sistema da empresa, mas a vulnerabilidade é de potencial grave e muitas outras empresas e importantes sistemas dos Estados Unidos podem conter essa falha e até mesmo já estarem sendo invadidos pelos hackers russos.

Até o presente momento, as autoridades americanas não conseguiram descobrir o que os hackers russos estavam pretendendo. As primeiras investigações apontam que o objetivo dos ciber criminosos possa ter sido encontrar uma maneira de interromper as atividades da empresa e conseguir deixar uma parte dos americanos sem energia elétrica, mas isso ainda não teve como ser comprovado e assim, existe também a suspeita que possa ter sido um ataque apenas para testar se grandes empresas americanas estão ou não protegidas dos ataques virtuais.

Publicidade

Vermont possui duas empresas de energia elétrica importantíssimas, são elas: a Green Mountain Power e a Burlington Electric. Para conseguir sucesso no ataque, os hackers não usaram tanto de conhecimentos técnicos, mas do que é chamado de "Engenharia Social" e conseguiram roubar as senhas dos destinatários.

Hackers russos não podem ser subestimados de forma alguma, basta lembrarmos que em dezembro de 2015, eles conseguiram deixar quase 100 mil moradores da Ucrânia sem energia elétrica por algumas horas, em um dos ciberataques mais poderosos de todos os tempos. #Tecnologia