Quem foi #Hitler:

Hitler nasceu na Áustria em 1889. Ele foi o líder da Alemanha nazista e principal instigador da Segunda Guerra Mundial.

Entenda:

Segundo um agente veterano da CIA, Adolf Hitler teria fingido a própria morte e, logo depois, teria fugidu para a Argentina, em um submarino, direto de Tenerife (Ilhas Canárias).

A versão mais conhecida de causa da morte do líder nazista diz que, no final da Segunda Guerra Mundial, ele teria cometido suicídio, ao lado de sua esposa Eva Braun, em seu “banker” (lugar onde Hitler se escondia). Mas o agente Bob Baer juntou sua equipe para analisar documentos nunca vistos antes. Segundo Bob, estes documentos mostram que o “homem mas malvado da história” teria sobrevivido à invasão de Berlim.

Publicidade
Publicidade

Os referidos documentos dizem que Hitler viajou para as Ilhas Canárias em um avião da “Luftwaffe” e, de lá, pegou um submarino rumo a Argentina. De acordo com eles, Hitler pretendia liderar um “Fourth Reich” em um complexo militar da região.

O canal de TV History Channel irá explorar as revelações em uma nova série de documentários, chamada “Hunting Hitler”.

Bob Baer, ex agente da CIA, se juntou ao sargento Tim Kenedy, das forças especiais norte-americanas e envolvido na captura de Osama Bin Laden. Eles explicam que a narrativa que do governo é mentira e estão tentando “reexaminar” a história, pois cada vez fica mais claro que a história de que Hitler teria morrido em seu “banker” não é verdadeira.

Baer e sua equipe dizem ter acesso a 700 páginas de informações. Um dos documentos, supostamente da Inteligência Britânica, diz que Hitler e o capitão e piloto Peter Baumgart, da “Luftwaffe”, saíram da capital alemã em um voo secreto.

Publicidade

Em outro documento podem ser encontradas informações de que os oficiais do Exército americano na Alemanha não localizaram o corpo de Hitler e que não existe nenhuma fonte confiável de que Hitler estaria morto. Eles dizem que Hitler teria falsificado sua própria morte, usando um “outro corpo” como cadáver. Os russos que encontraram o corpo dizem que ele era centímetros mais baixo que Hitler e tinha um crânio menor.

Os dois também afirmam ter encontrado provas de uma possível saída secreta no “bunker”, que nunca havia sido relatada anteriormente.

John Cencich, ex investigador de crimes de guerra da ONU, entrevistou uma testemunha da fuga de Hitler, para uma séria de TV. O entrevistado, um grego que foi trabalhador da construção civil, diz a Cencich que em 1945 ele estava trabalhando em uma construção secreta, dentro de um monastério em Samos. Ele diz ter construído túneis e compartimentos para alemães nazistas e que um deles era Adolf Hitler: "Eu percebi que era realmente Hitler por causa do avião”.

Publicidade

"Fui trabalhar em outra cidade, a primeira coisa que vi nesta cidade foi um avião alemão que pousou em uma antiga plantação de batata, o fazendeiro me disse que havia cinco pessoas que desembarcaram e que eram alemães".

Quando a guerra chegou ao fim, muitos nazistas fizeram um êxodo para a América do Sul para começar uma nova vida fora da Europa. Alega-se que Hitler teria viajado em um U-Boat (submarino de guerra), saindo das Ilhas Canárias rumo a Argentina, para se reunir com seus companheiros. #SegundaGuerraMundial