Todo cuidado é necessário na hora de compartilhar informações e imagens na internet. Muitas pessoas não acreditam que uma simples postagem pode virar um grande problema na vida de alguém. Dependendo do conteúdo e da repercussão, postagens feitas na internet podem resultar em prisão, perda de emprego e uma vida toda modificada por algo que parece simples.

Todos os dias, milhares de vídeos são disponibilizados nas redes sociais e em reprodutores de vídeo, como o Youtube. Diversas pessoas procuram expor sua opinião na rede e acabam se dando mal. Acontece que, nem sempre a postagem é vista como algo positivo e alguém pode acabar gerando problemas que ninguém pode imaginar que uma simples postagem pode causar.

Publicidade
Publicidade

Foi isso que aconteceu com um homem que resolveu ensinar algo estranho para o cachorro de sua namorada. O escocês Markus Meechan, de 28 anos, resolveu ensinar ao puggy de sua namorada um gesto considerado proibido atualmente e que já foi utilizado por milhares de pessoas.

O escocês ensinou ao pequeno cachorro da raça puggy a fazer a saudação famosa durante o nazismo. Assim que o animal aprendeu a fazer o gesto o homem não perdeu tempo e resolveu compartilhar a brincadeira na internet e acabou se dando mal.

Além de sua namorada, a jovem Sue Hulk não ter gostado nada da brincadeira, as autoridades também reprovaram o gesto do homem. Markus chegou a ser detido por um dia, enquanto sua vida fora toda vasculhada pelas autoridades escocesas.

A brincadeira também rendeu a Markus uma perda amarga que ele nunca mais esquecerá.

Publicidade

O jovem acabou perdendo seu emprego depois que postou o vídeo do pequeno Buddha na internet.

O vídeo de Markus ganhou a internet e todo o mundo. A saudação do puggy teve mais de 1,2 mihão de visualizações. Buddha aprendeu a fazer a saudação nazista após ver filmes onde Adolf Hitler aparece e é saudado por seus fiéis soldados.

O gesto de saudação nazista é proibido em diversos países, inclusive na Alemanha. No país em que o nazismo nasceu, atos patrióticos são proibidos, como ostentar a bandeira do país.

#Crime #Casos de polícia