A cidade de Miami, nos Estados Unidos, foi palco de um fato bastante #Inusitado. Um ladrão, ao roubar uma agência bancária, chamou a atenção dos moradores daquele lugar ao distribuir todo o dinheiro roubado nas ruas. Essa situação foi filmada e transmitida, ao vivo, no Facebook. Durante a transmissão, ele falou a respeito de uma guerra contra a Rússia e também mencionou bombas.

Transmissão do roubo no Facebook

O Facebook permite que todos usuários façam transmissões de vídeos, ao vivo. Anteriormente, o recurso era permitido apenas por celebridades, sendo agora liberado para qualquer usuário. Foi por meio desse recurso que um ladrão conseguiu transmitir toda a ação.

Publicidade
Publicidade

Enquanto ele realizava o assalto, um homem mantido refém por ele, filmou tudo, desde o momento inicial até a distribuição do dinheiro, feita pelo ladrão.

A transmissão iniciou-se dentro da instituição bancária, por um homem conhecido como "Mikebilly So-Focused”. O ladrão estava usando terno e gravata no momento do ocorrido. As imagens mostram uma conversa dele com um dos funcionários que entrega um envelope rosa com bastante dinheiro.

Em seguida, o homem, identificado como Enrique Antonio Gamez, de 35 anos, começou a distribuir o dinheiro nas principais ruas de Miami, afirmando que iria se render só quando terminasse de passar a sua mensagem. Falou ainda que a sua intenção era de apenas entregar o dinheiro às pessoas mais pobres e sem condições de sobrevivência.

O homem citou, durante seu discurso, que em seguida iria responder à mídia e esclarecer toda a situação, e falou sobre uma guerra com a Rússia.

Publicidade

Em seguida, foi transmitido um segundo vídeo, onde o ladrão está dentro de um carro e fala em espanhol e em inglês, que quer se pronunciar nas mídias. Ele questionou o porquê de estarmos indo para outra guerra mundial.

Diversas pessoas fotografaram o ladrão na Ocean Drive. Testemunhas relataram que o transmissor dos vídeos, que foi feito refém, é motorista de Uber e teve que cumprir ordens do suspeito. Segundo o FBI, o suspeito foi preso.