Kirsty Farbrother tomou um atitude que ninguém estava esperando. A jovem de 21 anos tem passado por vários traumas, nos últimos anos, mas ninguém imaginou que ela pudesse terminar assim com sua vida. Depois de perder o filho bebê, o namorado e o emprego, Kirsty, que estava vivendo com a mãe, Tracey, em Staffordshire, Reino Unido, se suicidou. A #mãe está arrasada com esse triste final, quando a depressão fez com que a filha desistisse da vida.

Uma vida curta, mas que não foi fácil. Kirsty tinha 17 anos quando foi viver com o namorado, Callum Lines, esperando pelo primeiro filho do casal. O bebê, Reece, nasceu prematuro e depois de um mês de luta pela vida, o bebê morreu.

Publicidade
Publicidade

A jovem ficou arrasada e, algum tempo depois, pediu para o namorado, para que voltassem para casa de Tracey, onde ela se sentia mais consolada.

Com o namorado por perto, ela foi fazendo seu luto, mas a família acreditava que ela estava seguindo em frente. Porém, em setembro do ano passado, Callum Lines morreu, e teria sido esse o momento decisivo para a decisão final da bonita loura. A mãe acredita que ela sentia a presença do filho, sempre que estava com Callum, e que dividiam a dor que tinham passado juntos. Quando perdeu o namorado, ela se sentiu mais sozinha do que nunca, o que a teria deprimido mais ainda.

Apesar de não pensarem que ela fosse se suicidar, Kirsty estava fazendo acompanhamento psicológico. Porém, ela estaria escondendo seus sentimentos e depressão de todos. "Kirsty parecia estar lidando, ela parecia feliz e estava seguindo com sua vida", disse Tracey, para o jornal Daily Mail.

Publicidade

Apesar de sua aparente superação, ela se sentiria arrasada e que tinha perdido tudo. "Ela acreditava que o mundo não lhe ofereceu nada, ela perdeu sua família, seu pequeno universo e ela simplesmente não aguentou mais.Eu continuo pensando dia após dia sobre o que estava passando por sua cabeça para fazer algo assim - eu não deveria estar enterrando minha bela filha de 21 anos", disse a chorosa Tracey.

O caso é arrebatador, e está conquistando os ingleses, que estão doando para uma conta na Internet, para ajudarem financeiramente essa família, que ficou ainda mais marcada pela tragédia.

"Eu não posso imaginar a dor que esta pobre senhora deve ter sentido. Espero que ela encontre um pouco de paz", comentou Mick, de Bedforshire. Pobre garota. Seus olhos estavam tão tristes nas fotos", escreveu Bernie, de Longfortd. Mas, são muitas as pessoas que estão reagindo com tristeza para essa notícia, lamentando mais uma morte. #Suicídio #Bebês