Foram enterrados, juntos, os dois gêmeos de 23 meses que foram encontrados na piscina de casa, inconscientes. A menina ainda resistiu por mais três dias, mas também ela seguiria o triste destino do irmãozinho. O caso chocou a comunidade de Kellyville, em Sydney, na Austrália, a poucos dias do Natal, e o mais triste dos finais foi agora conhecido no início de 2017. Os pais e irmãos estão recebendo todo o apoio de vizinhos e amigos, mas estão inconsoláveis após a irremediável perda.

O incidente, na piscina de casa, aconteceu no dia 20 de dezembro. A mãe dos meninos, Fleur Manago, encontrou os dois filhos gêmeos dentro da piscina.

Publicidade
Publicidade

Apesar de todos os esforços da mãe e também dos vizinhos tentando reanimar os #Bebês enquanto os paramédicos não chegavam, já não seria possível salvar as vidas de Robbie e Charli.

Os dois ainda foram levados, com vida, para o hospital e resistiram até passar o Natal. O menino Charli morreu no dia 26 de dezembro, e a irmãzinha, Robbie, tardou mais três dias até se juntar a ele. De acordo com informações do jornal Mirror, Robbie morreu em 29 de dezembro, e os dois foram a enterrar no início deste ano de 2017, nesta quinta-feira, dia 5 de janeiro. Os funerais dos dois bebês foram realizados juntos, mas os meninos foram separados nos dois pequenos caixões, em uma cerimônia que contou com a presença de mais de 500 pessoas comovidas com a triste história da família Manago.

De acordo com a investigação policial, os bebês teriam ficado somente alguns minutos fora da vista dos #pais, que se revelaram suficientes para esta enorme tragédia.

Publicidade

Os vizinhos contaram que os pais são muito carinhosos com seus filhos, e que se mostraram sempre atentos a cada passo deles. Porém, com mais quatro outros filhos, eles foram vítimas de uma enorme perda, por um pequeno momento de distração. Amigos, vizinhos e polícia apenas lamentam a perda desses pais, e não os culpam em nada nesse trágico incidente.

Entretanto, já existe uma página para angariação de fundos, na Gofundme, para ajudar essa família australiana, com a conta do hospital, onde os bebês estiveram internados, recebendo tratamento, durante seis e nove dias. #gemeos